terça-feira, 26 de fevereiro de 2008



Entrevista com a jovem promessa Diego Vicente
por Pedro Azevedo "Guetov"

O Blog do Portimonense na sequência das entrevistas apresentadas neste espaço, desta vez resolveu ir ao encontro do jovem Diego Vicente, elemento do plantel profissional mas que devido à sua idade tem vindo a ser utilizado nos Juniores onde tem dado nas vistas pelas suas qualidades técnicas, tendo igulamente marcado alguns golos de belo efeito. Diego treina com os Seniores e joga pelos Juniores, o que leva a que por vezes demonstre alguma falta de entrosamento com o grupo e vice-versa, ouvindo-se por vezes os adeptos a acusarem-no de algum excesso de individualismo (o mesmo verifica-se com o seu compatriota Douglas Codó). Mas ninguém pode negar o facto de possuir qualidades técnicas bem acima da média que o poderão catapultar para a primeira equipa a qualquer momento, prevendo-se que a próxima época seja a da sua plena afirmação no Portimonense. Chegou a Portimão no início da presente temporada, um tanto ou quanto surpreendentemente, após uma viagem do Vice-Presidente José Rebelo e do então treinador Luís Martins ao Brasil, acompanhado por mais duas jovens promessas, Douglas Codó e Rafa.
Vamos então ficar a conhecer melhor este talentoso jogador que de uma forma muito simpática nos concedeu esta Entrevista no decorrer do último Portimonense - Santa Clara.

Diego Vicente acostumado a vencer desde muito jovem

BdP: Como iniciaste a tua ainda curta carreira e em que clubes já jogaste até chegar ao Portimonense?
Diego: "Comecei a jogar Futsal com seis anos de idade e aos nove passei para o Futebol de 11 ao serviço de um clube chamado Legionários, da minha cidade natal, Bragança Paulista. Dois anos depois passei para o Guarani, tendo posteriormente jogado no Corinthians e no Ituano, antes de ingressar esta época no Portimonense."

BdP: Como surgiu o interesse do Portimonense na tua contratação?
Diego: "No Brasil enquanto representava o Ituano, integrei uma equipa de um empresário local, chamada Camisola Nº10, onde emissários de vários clubes vão observar jovens jogadores que despontam no Brasil. Foi esse o caso de um colaborador do empresário português Jorge Mendes que falou com José Rebelo e Luís Martins aquando da sua visita ao Brasil e que me terão visto jogar, apesar de eu não me lembrar de os ter visto pois eram sempre muitos os observadores enviados pelos seus clubes aquando dos jogos. O jogador que estava referenciado era o Rafa e eu acabei por ser visto também tendo agradado. Curiosamente o Douglas Codó tinha chegado precisamente nesse dia tendo alinhado pela primeira vez e acabou também por agradar aos emissários do Portimonense. Acabámos por vir os três para Portimão e ainda bem que assim foi".

BdP: No Portimonense vives a tua primeira experiência enquanto sénior ou já tinha vivido essa experiência anteriormente?
Diego: "Quando estive no Ituano, este clube não tinha o escalão de Juniores, tendo com idade de Juvenil passado para os Seniores que dispunham de equipa A e B. Acabei por alternar entre ambas, tendo assim, ainda muito jovem, ter tido a oportunidade de treinar e jogar pelos Seniores."

Com a camisola do Guarani e já com muito estilo

BdP: Foi fácil chegar a acordo com o Portimonense e já agora porque aceitaste o convite para vires para Portugal?
Diego:
"O meu objectivo, tal como o da mairia dos meus compatriotas, é vir para a Europa onde o Futebol tem mais expressão. Todos sonhamos em poder ter a oportunidade de representar um clube europeu. Não conhecia o Portimonense mas foi fácil chegar a acordo, tendo assinado um contrato válido por duas temporadas com mais duas de opção. Ainda para mais falamos a mesma língua o que facilita ainda mais as coisas. Tenho também uma avó portuguesa, natural do norte de Portugal, sendo este país o ideal para iniciar o meu percurso na Europa."

BdP: Em termos de adaptação penso que tudo terá sido fácil e já agora com que opinião ficaste de Portimão?
Diego:
"Portimão é um sítio óptimo, com um clima fantástico, muito calor e praia, tal como no Brasil. A adaptação tem sido a melhor, como se estivesse em casa, as pessoas são muito simpáticas, a comida é óptima, existe uma grande comunidade brasileira e penso que não encontraria local melhor para estar do que em Portimão. Por outro lado, sou independente desde os onze anos, desde essa altura que estou habituado a viver sózinho, longe da minha família"

A primeira convocatória, frente à Naval para a Taça da Liga


BdP: Quais são os teus objectivos a curto e médio prazo e como analisas o teu percurso até à data?
Diego: "Tenho trabalhado sempre com muito afinco para ter uma oportunidade na primeira equipa. Com o Mister Luís Martins já o fazia apesar de me identificar mais com os métodos de trabalho do actual Treinador. Continuarei a dar tudo de forma a que o Mister Vítor Pontes um dia me dê uma oportunidade que procurarei agarrar e tenho gostado muito de trabalhar com ele, que considero um óptimo técnico. Para a próxima temporada pretendo jogar com regularidade, ganhando um lugar na equipa principal. Apesar do Portimonense actuar na segunda liga, é um clube que considero ter muita expressão, de reconhecido valor, estando muito feliz por representá-lo."

BdP: É difícil para ti treinares com os Seniores e jogares pelos Juniores?
Diego: "Para mim é fácil até porque é algo que no Brasil é muito comum. Já vinha habituado a lidar com essa situação e não vejo que saia prejudicado, muito antes pelo contrário. Treino com o plantel profissional e tenho a oportunidade de jogar pelos Juniores. Mau é não poder jogar e aquilo que me dá precisamente mais prazer é poder jogar! Procuro cumprir com aquilo que o Mister José Augusto me pede e ajudar o colectivo."

Segunda convocatória, frente ao Estoril para a Liga Vitalis

BdP: Que opinião tens do Portimonense e daqueles que trabalham neste clube?
Diego: " Tenho a melhor opinião possível de todos. Toda a gente tem sido impecável comigo e sinto-me perfeitamente integrado no grupo, sentindo-me bem Portimonense! De Dirigentes a colegas, só posso dizer bem de todos!"

Diego e Douglas Codó, dois futuros craques do Portimonense

Para terminar deixamos ficar algumas palavras da Dª Lucy Barbosa Vicente, mãe de Diego, que de uma forma muito amável nos fez chegar o seu contributo que com certeza não deixará Diego indiferente:
"O Diego sempre me ajudou em todos os sentidos, é muito generoso e ama seus familiares e amigos. Como você deve ter observado pelo sobrenome do Diego, seus bisavós são nascidos em Portugal, sua bisavó ainda é viva, tem 94 anos, é uma senhora muito querida por nós, é avó do meu marido. O Diego joga futebol desde os cinco anos de idade, para não dizer que quando eu estava grávida ele já chutava muito minha barriga, uma vez eu contei 26 chutes, realmente é muito difícil ficar tão longe dele, mais sei que os filhos são para o mundo, e que ele tem que aproveitar as oportunidades que a vida oferece para crescer como ser humano e na profissão que escolheu ainda quando era garotinho.Gostaria que você colocasse no Blog que estamos longe dele ,mas nossos corações estão unidos para sempre, com muito amor, temos muitas saudades, mas sei que ele está na terra de seus ancestrais, e sei que o povo português é muito atencioso, e tem pelos brasileiros um carinho especial, pois fomos descobertos por vocês, não é mesmo? A nossa herança histórica, e toda a nossa cultura está também ligada ao povo português. Penso que somos um perante todo o universo e que independente de raça, cor, religião ou nacionalidade, temos que aceitar as diferenças, pois é com elas que crescemos enquanto seres humanos. Diego, sua força de vontade, seu talento, sua alma bondosa, seu imenso coração, pois ajuda sempre sua mãe em todos os sentidos, faz de você um menino muito especial e sei que Deus e Nossa Senhora está sempre te protegendo. A todos os torcedores do Portimonense desejo um ano repleto de muitas vitórias para o time. Desejo a você tudo de bom e ao pessoal do Blog também."


Diego Vicente

Aproveitamos para desejar ao Diego um futuro promissor com o emblema do Portimonense ao peito, com certeza que dará muitas alegrias a todos os adeptos. Agradecemos a ele pela Entrevista concedida e à sua mãe pelo contributo e fotos disponibilizadas.

7 comentários:

Ruben disse...

o diego é muito bom jogador, e gosto de o ver jogar nos juniores. nota-se que é acima da média dos miudos da idade dele.

espero que atingindo a tranquilidade na tabela classificativa ele e o codó possam ter finalmente a oportunidade de actuar pelos seniores.

além disso é bom ve-lo a passear pela cidade, pois isso significa que está completamente integrado.

Anónimo disse...

Precisa de soltar mais a bola e de ser menos indisciplinado.

Miguel Menezes "miGLã0" disse...

Quero aproveitar a oportunidade da entrevista para desejar um bom futuro desportivo ao Diego. Especialmente ao serviço do Portimonense, onde espero que se afirme.

Paulo disse...

Só tenho pena que não possa fazer mais um ano nos juniores, ajuda imenso ter um jogador com a tua qualidade.
No entanto irei ficar a torcer pelos teus exitos nos séniores.
Força Diego
Abraço.
Ps: Continuo á espera do teu mail.

diego disse...

PAULKO MEU EMAIL E
DIEGO_HE-MAN@HOTMAIL.COM !!!!!
MANDA AS FOTOS BELEZA VALEU
FIKA COM DEUS

Anónimo disse...

excelente jogador....tem tudo para vencer na ekipa senior.

Anónimo disse...

Grande jogador , gostei d jogar cm ele nos juniores xD bruno pacheco