sexta-feira, 28 de março de 2008

MAIS UM TRISTE LEGADO DA GESTÃO SINTRA?

"O Portimonense foi condenado pelo Tribunal de Sintra a pagar uma pensão vitalícia aos ex-atletas Hugo Laranjo e Tozé, por ambos terem ficado incapacitados de jogar quando representavam os alvinegros. Na sequência desta decisão, o clube algarvio terá de desembolsar cerca de 1.500 euros por mês". - Notícia do Jornal Record hoje (28 de Março)

Porquê?

“O vencimento total do atleta não era declarado à Segurança Social, sucedeu a lesão e a inactividade forçada e agora temos um problema complicado para resolver. Quem assumiu esses actos deveria ter mostrado maior responsabilidade”, referiu o presidente do clube, Fernando Rocha, na última assembleia geral.

Laranjo lesionou-se em Julho de 2003, em Ayamonte, na inauguração do estádio Blas Infante, e sujeito a várias intervenções cirúrgicas, não mais voltou a competir. O jogador desenvolveu diligências para receber uma pensão pelo fim forçado da actividade e o processo, perto do fim, poderá ser penalizador para o Portimonense.

Record - 24 de Fevereiro

27 comentários:

Anónimo disse...

Previsão metereologica para Domingo:
http://www.meteo.pt/pt/previsao/previsaoGeral.jsp

Toy Marafado disse...

Mais um erro da gestão danosa do Sr.Sintra. Assim, todas as temporadas, teremos que comprar menos um jogador para pagar 1.5oo Euros mensais a dois jogadores que pouco ou nada jogaram pelo Portimonense!

Simõesonov disse...

Portanto, todos os meses durante décadas teremos este valor a pagar por causa do Sr. Sintra, é isso?

Onde estaríamos agora se tivesse ganho as eleições?!!

Anónimo disse...

esteve muito mal, sem dúvida, e foi por isso que esses jogadores se arrastaram durante épocas no portimonense, mesmo sem jogar.

sei que a responsabilidade vai toda para a direcção, mas não será também de apontar o dedo aos jogadores, que foram coniventes com essa situação? eles sabiam perfeitamente o que se estava a fazer... enfim, e mesmo depois das lesões que sofreram, levaram ali vários anos a ganhar ordenados, sem jogar.

Paulo disse...

Ora bem, todos nós sabemos que estas situações sucedem na maior parte dos clubes, ordenados X, declarados Y, no entanto sendo de todo ilegal, deveria o Portimonense precaver-se no sentido de um eventual litigio, aí sim está o erro do Sintra.
Tambem não podemos esquecer uma coisa, os jogadores e demais profissionais, quando aceitam determinadas condições, por veses até em seu favor pensam, "assim pagamos menos IRS", nunca se lembram do pior, isto é, conhecem os beneficios do acordo, ignorando os contras de um acordo deste tipo.
Não pode o atleta, argumentar que desconhece a situação, se assina recibos mensais de salario, logo sabe o que se passa.
No entanto o Sintra não sai isento de responsabilidade, quanto a mim poderia e deveria, acautelar-se com as devidas medidas, que são impostas nestas situações.
Agora nada mais ha a fazer, vamos pagar e não bufar, e esperar que nenhum atleta do portimonense se lesione de novo com gravidade.

guetov disse...

Prefiro nem comentar...

Anónimo disse...

Acho muito bem o Portimonense ter de pagar!Os atletas devem ser tratados como empregados com direitos,não é para serem tratados como escravos!

Anónimo disse...

Não era melhor o mentor deste blog telefonar para o Presidente e perguntar-lhe realmente se existem ordenados em atraso?
É que se assim for 5 euros por cabeça dava uma boa receita para amortizar nos ordenados, caso contrário e se realmente é mentira a dívida lá estaremos a assistir ao nosso Portimonense. Mas fica sempre uma pergunta e já bastante velha que é a seguinte:
"Quem deve a quem"
Será que o Portimonense é que deve aos jogadores ou é a Câmara?

Anónimo disse...

e eu digo mais. essa prática era comum já na gestão de Estevão (de que rocha era presidente), não tiveram foi o azar dos jogadores estarem lesionados. o sintra quando lá chegou, continuou com as mesmas práticas, porque lhe ensinaram assim. paga-se caro a inexperiência

de resto, esta questão vir a saber-se deu jeito a muita gente. o portimonense já tinha acordo com os jogadores para lhes pagar as tais pensões, mesmo ainda antes do tribunal decretar a sentença. mas pronto, preferiram levar as coisas para tribunal e ainda ter que pagar advogado e custas do processo.

Luís Correia disse...

Se nós, empregados por conta de outrem, concordarmos com o nosso patrão recebermos uma parte do ordenado "por fora", menos irs, menos segurança social ao fim do mês, etc.
Ao fim de algum tempo, ficamos desempregados e vamos para o fundo de desemprego, ou baixa, ou seguro de acidentes de trabalho, recebemos da seg. social ou do seguro apenas sobre o valor declarado, como é óbvio, que moral têm agora estes ex-funcionários do nosso clube de reclamar seja o que for, quando eles próprios foram coniventes com essa situação, ou não terá sido de mútuo acordo?
Lesionaram-se? AZAR!!! O Portimonense foi castigado, e bem, mas e estes senhores, não lhes acontece nada?

Paulo disse...

Luis Correia, os funcionários em causa tambem são penalizados agora com o litigio, uma ves que a segurança social pode, e normalmente cobra, cobrar os impostos rectroactivos decorrentes dessas praticas, nomeadamente, 11,5% do recebimento total, que é a parte correspondente ao funcionário.
Não acredito que estes atletas fiquem impunes deste encargo, mas...

Nuno disse...

As duas partes são culpadas, não venham a defender os jogadores, porque esses mesmos jogadores fizeram o mesmo noutros clubes antes do Portimonense. Por azar do Portimonense lesionaram-se cá.

Isto é uma prática que se fez sempre no Portimonense e se faz em todos os outros clubes.

Depois as direcções vem nas AG's a dizer que só se paga x de ordenados etc etc, os sócios nem fazem ideia nada.

É uma coisa mal feita e que o Portimonense tem culpa. Mas é o país que temos.

O mal do Sintra, não é ter feito isto, é ter sido apanhado.

Simõesonov disse...

A estes jogadores, apesar do infortúnio (que não desejamos a nenhum jogador!) saíu-lhes a sorte grande por terem um presidente como o Sintra. Têm o futuro assegurado. Phone-ix...
Bastava termos feito tudo certinho. Diz-se que "o barato sai caro"...aí está!

Anónimo disse...

Quando a direcção do Sintra entrou,a anterior direcção disse que ia ajudar na sucessão,logo a meu ver isto é algo que já estava a acontecer antes do Sintra entrar,não querendo defender este ultimo,que penso que foi ingenuo neste processo e os jogadores sabiam muito bem no que se tavam a meter e assim tiram proveito da situação e ainda para mais receberam os ordenados todos enquanto jogadores do clube,apesar de pouco ou nada terem jogado

Anónimo disse...

Esta direcção ponha-se a pau a acusar os outros, olha que a direcção do sintra sabe de muita coisa na gestão do sr. estevão e não vai ele contar tudo o que sabe.
Há muito menino nesta direcção actual que fica entalado.

Simõesonov disse...

Anónimo,

Certo. Provavelmente foram anos de más práticas (já anteriores ao Sintra), ninguém sabe ao certo. Quem teve azar foi o Sintra, mas é óbvio que ele também facilitou e prejudicou o clube.

Simõesonov disse...

Já agora... parece que o Tozé faz parte da equipe técnica do Estoril (creio ter sido esta semana na Bola). Portanto a lesão foi um bom pretexto para conseguir o que queria. Ingénuos fomos nós...

Anónimo disse...

Senhores FUNCIONÁRIOS, DO Sr.ROCHA.
Então e Manuel do Carmo João.

Paulo disse...

Ó Anonimo, tem lá paciencia, queres uma cunha?
Ou desenvolves a tua teoria, ou vamos pensar que serás louco.

Anónimo disse...

Até que enfim publicam um comentário meu.
Era minha intenção fazer um blog,mas já tenho dois.
Obrigado.
Posso , julgarem interessante, colaborar a nivel jornalistico com o Blog.
OBRIGADO.
ruimanueleusebio@hotmail.com.
Já agora, vou pegar a máquina fotográfica e avançar para a recolha de imagens interessantes e claro assistir ao jogo.
Viva o meu PORTIMONENSE.

Anónimo disse...

Sr. Paulo como viu não estou louco, sou é culto, e não tenho PACHORRA para aturar ignorantes que se servem do PORTIMONENSE para interesses pessoais.
Leiam,estudem,falem com pessoas de PORTIMÃO e não com REFUGIADOS.
Acrescento ainda se me quer devolver o dinheiro das LETRAS que tive de pagar assinadas pelo meu pai,e que serviram para ignorantes como o senhor possam hoje falar em nomes como Guetov que o senhor não sabe quanto custou , como foi pago,e quem acompanhou o Sr. M.C.J. á Bulgária na altura.
Cale-se porque é demasiado ignorante.

Paulo disse...

Anónimo intelectual e culto, temos aqui um problema, eu sou de facto ignorante, inculto, sem formação para desempenhar alguma ves um papel importante dentro do clube.
No entanto tu que es culto, intelectualmente desenvolvido, cheio de fromação e pelos vistos com pai rico, consegues fazer uma coisa que julgo não ser próprio de pessoas honradas.
Se ajudas-te, ou melhor o teu pai ajudou, o Portimonense, deverias ter orgulho, e nunca vir aqui usar essa pseudoafirmações como forma de te promoveres.
No entanto tenho a dizer-te que até acreditava e continuo a acreditar no que fizes-te, no teu projecto, o teu erro só foi meter-te com as pessoas erradas....
Como sabes posso até ser ignorante, mas os burros são outros garantidamente.
Cumprimentos.
Paulo Henriques.

Simõesonov disse...

Sr Anónimo,

O Estádio Municipal encheu. Ponto final.

Se o objectivo desta iniciativa foi apoiar o Portimonense, ele foi alcançado. O nosso clube vai voltar a ser ENORME, e nós cá estaremos para contribuír, mesmo que alguns teimem em tentar não deixar. Não vão conseguir. Neste clube multiplica-se, não se divide.

Simõesonov disse...

Ó sintra,

Amanhã não posso ir (infelizmente) à Assembleia Geral.

HEI-DE ESTAR NA PRÓXIMA PARA PROPÔR QUE SEJAS CORRIDO DOS SÓCIOS.

De facto não mereces dizer que és deste clube.
Haveremos de reconstruír tudo o que estragaste, seja com o Rocha, seja com o presidente que se vai seguir. A herança que deixaste ao Portimonense está à vista de todos. Venha quem vier, terá muito a pagar por causa de ti! São décadas de endividamento.

Nem um mísero estádio nos conseguiste arranjar para jogarmos com o nosso público!

Depois vais ver quem será o REFUGIADO...

Simõesonov disse...

Caros amigos,

Errei ao ter afirmado que gostaria de ver o ex-presidente Sintra expulso dos associados do nosso Portimonense. Se esta ideia fosse a votação numa Assembleia Geral, eu próprio votaria contra. Não gostaria por isso que ninguém lhe desse sequência.

Tais afirmações ocorreram na sequência de um momento mais quente (e duro de ler em alguns comentários) devido ao boicote de alguns adeptos do Portimonense ao cordão humano que tanto trabalho nos deu a preparar. Compreende-se a dúvida sobre a capacidade de mobilização. Já não se compreende a oposição a iniciativas que visam apoiar o Portimonense, venham de onde vierem. O objectivo do Cordão Humano era ousado, mas não era impossível de alcançar com maior boa vontade de alguns. Provámos que o Portimonense pode ir muito mais longe. Enchemos o Estádio Municipal e estamos orgulhosos do nosso contributo para melhorar a imagem do Portimonense. Todos os jornais destacam esta iniciativa e o ambiente fantástico que se viveu, apesar de o cordão ter fica a meio.

Uma eventual expulsão do Sr. Sintra iria contra os objectivos da OPERAÇÃO RUMO À VITÓRIA: unificar a cidade, multiplicar os adeptos e gerar clima positivo em torno do clube. A facção apoiante do ex-presidente merece a maior consideração de todos, e festeja ao meu lado as vitórias do Portimonense, apesar das opiniões divergentes que possamos ter. Independentemente de eu achar que foi a pior presidência dos últimos anos, creio que todos os sócios fazem falta e podem ter algo a acrescentar ao nosso clube. Sintra foi presidente e ganhou o seu lugar com legitimidade.

Este Blog já viveu duas presidências. Deixamos ao critério de cada um as respectivas avaliações. Faço votos para que prevaleça o convívio entre todos porque o que nos une é o emblema, e não esta ou aquela personalidade.

Anónimo disse...

Estádio cheio -Á BORLA.
Tratem-se.

Simõesonov disse...

Anónimo,

Noutras vezes também foi à borla. E não encheu.