sábado, 5 de abril de 2008

Entrevista com Emídio Rafael





Um jogador com raça, um exemplo para todos os Portimonenses!

Entrevista com Emídio Rafael
por Pedro Azevedo "Guetov"


Emídio Rafael é um dos jogadores que mais aprecio ver jogar pelo Portimonense. Dois amigos meus que o conheciam do Casa Pia e do Real Massamá já me tinham dito que dava tudo em campo, sendo um excelente profissional. Que seria com certeza um excelente reforço para o Portimonense e tinham razão!
A sua forma de jogar não deixa ninguém indiferente, sendo um dos elementos em maior destaque na temporada que agora se disputa.
Sem dúvida, um dos melhores laterais esquerdos a jogar em Portugal!


BdP: Fizeste a tua formação nos escalões jovens do Sporting. Antes alinhaste noutro clube? Como foram os teus primeiros passos enquanto futebolista?
ER: "Antes de alinhar pelo Sporting jogava apenas por diversão,até que eu e mais uns amigos resolvemos tentar a nossa sorte e fomos treinar ao Sporting. Eu tive mais sorte que eles e acabei por vir a representar o clube. Na altura foi muito bom para mim pois tinha a oportunidade de representar um clube cuja formação como todos sabem é a melhor em Portugal."

BdP: Durante quantas épocas alinhaste ao serviço do Sporting? Quantos títulos conquistaste? Um dia gostarias de regressar ao Sporting?
ER: "Alinhei ao serviço do Sporting durante dez épocas, apesar de representar o clube ao longo de doze, duas das quais emprestado. Ganhei três títulos que guardo com grande orgulho e não vou esconder que seria bom voltar um dia. Mas neste momento estou no Portimonense e só penso em ajudar o clube nos seus objectivos."

BdP: Gostarias de destacar algum técnico, colega ou dirigente no período que passaste na Academia do Sporting?
ER: "Tenho e deixei muitos amigos no Sporting que guardo com grande carinho. Seria difícil para mim destacar um deles."

BdP: O posto de lateral esquerdo tem sido de há uns anos a esta parte uma lacuna no Futebol Português e nos clubes grandes. O que sente um jovem jogador que actua nessa posição ao ver no seu clube de origem evoluir na ala esquerda jogadores como Ronny, Had ou Grimi? Será que no fundo não te sentias capaz de constituir opção e quem sabe ser titular no Sporting?
ER:
"Acredito muito em mim e sinto que poderia ter as mesmas oportunidades que eles e continuar a evoluir ao serviço do clube e se calhar hoje ainda o representaria, mas isso não dependia só de mim."

BdP: No teu primeiro ano de sénior estiveste no Casa Pia emprestado pelo Sporting e depois acompanhaste o treinador Jorge Paixão na saída para o Real Massamá. Como analisas essas duas épocas? Disseram-me que chegaste a jogar como avançado e marcaste alguns golos. Presumo que nem sempre tenhas sido lateral esquerdo, certo?
ER: "Foram épocas diferentes onde aprendi muitas coisas boas que este desporto tem para dar, desde união e amizade a espírito de sacríficio e de equipa. Sou lateral esquerdo de raíz mas curiosamente fiz uns jogos a avançado no Casa Pia onde fiz alguns golos, pois tínhamos na altura alguns jogadores castigados. No Real Massamá joguei pela primeira vez um playoff para subir de divisão. Foi um temporada muito bem conseguida tanto colectivamente como em termos individuais."

BdP: Chegaste ao Portimonense atravês do anterior técnico Luís Martins, que também te treinou na Academia do Sporting. Podes-nos dizer como decorreu o processo que te trouxe a Portimão e como te desvinculaste do Sporting?
ER:
"O processo foi simples. O contrato que me ligava ao Sporting estava acabar e o mister Luis Martins sabia-o, então entrou em contacto comigo no sentido de eu vir para Portimão, onde vi com bons olhos o meu ingresso no clube."

BdP: O Portimonense em termos de Campeonato da Liga Vitalis começou mal a época apesar de na Taça da Liga ter obtido bons resultados. Como analisas a pré temporada e o período em que Luís Martins esteve no Portimonense? O que é que correu mal e que sentimento era o vosso perante um início de Campeonato abaixo daquilo que era esperado?
ER:
"Penso que só faltaram os resultados pois fizemos uma boa pré época apesar de termos realizado poucos jogos. Todos sabem que temos um plantel jovem e que joga pela primeira vez junto. Talvez tenha sido essa a causa .
O nosso sentimento sempre foi de trabalhar diariamente com afinco para dar a volta por cima. Estamos a provar que somos uma boa equipa e que ainda podemos fazer um bom final de Campeonato."

BdP: Quando Vítor Pontes chegou a Portimão os resultados não apareceram logo e em determinada altura o Portimonense parecia condenado a descer. Foi difícil a adaptação a um novo método de trabalho?
ER: "Os treinadores mudam, os métodos de trabalho também e o plantel naturalmente teve de se adaptar ao trabalho da nova equipa técnica. Com o tempo, a adaptação foi ficando mais fáçil e isso revela-se nos bons resutados que temos tido."

BdP: Alguns elementos foram dispensados e poucos foram aqueles que entraram na reabertura de mercado. Desses nem todos têm sido presença constante no onze inicial. Ou seja, o Portimonense tem estado a dar a volta com os mesmos jogadores. Na tua opinião a diferença nos resultados tem origem na nova equipa técnica liderada por Vítor Pontes?
ER:
"Hoje somos uma equipa forte e confiante nas nossas capacidades, sem dúvida que foi e é fundamental o trabalho desenvolvido pela actual equipa técnica."

BdP: Em termos pessoais como analisas a temporada que agora decorre? Na minha opinião és um dos elementos do plantel que mais demonstra a sua insatisfação dentro do terreno quando as coisas não correm da melhor forma, da mesma maneira que és dos mais efusivos a festejar os golos e os bons resultados. Penso que merecias uma chamada às Selecções. O que é que pensas sobre este assunto?
ER:
"Penso que a temporada me tem corrido bem, tenho jogado assiduamente o que demonstra a confiança por parte da equipa técnica. Tento sempre dar o meu melhor para retribuir essa confiança e ajudar o clube nas suas conquistas. Em relação a uma possível chamada à Selecção Nacional seria bom mas não penso nisso, penso sim em atingir os objectivos traçados pelo clube e ajudar o Portimonense a fazer um exelente final de época."

BdP: Em determinada altura parecia que não entendias a apatia dos adeptos Portimonenses face aos jogos e muitas vezes pedias o seu apoio. Agora, depois de 9 jogos sem perder, achas que as coisas já mudaram?
ER:
"O meu conceito de adepto é aquele em que devem apoiar a equipa em todos os jogos, mesmo quando as coisas não correm tão bem. O verdadeiro adepto está presente e puxa pela equipa. Penso que agora tem sido diferente, os adeptos têm comparecido e nota-se que estão com a equipa. Nós agradeçemos por isso, pois sentir o apoio vindo de fora e a confiança das pessoas no nosso trabalho é fundamental."

BdP: No passado dia 30 teve lugar a "Operação Rumo à Vitória", organizada pelo Blog do Portimonense. Já tinhas ouvido falar desta iniciativa que pretendeu envolver mais a população de Portimão com o Portimonense? Apesar de não poderes alinhar na partida frente ao Desportivo das Aves por estares a cumprir um jogo de castigo, estiveste presente a apoiar os teus colegas, com que opinião ficaste sobre esta iniciativa, apesar de não ter sido possível formar o cordão humano?
ER:
"Estas iniciativas são e serão sempre bem vindas. Soubemos que havia um grande movimento e entusiasmo em torno deste jogo e vimos com bons olhos a realização dessa iniciativa. Foi com grande orgulho que sentimos e vimos as pessoas do nosso lado. Tudo o que seja para apoiar e motivar a equipa é importantíssimo para nós."

BdP: O Portimonense no decorrer da 2ª volta é a equipa que mais pontos acumulou e ainda não conheceu o sabor da derrota. Ouvi dizer que fizeram uma aposta no balneário como não perderiam até final do Campeonato. Sentes que este Portimonense se tivesse tido outro comportamento no decorrer da 1ª volta poderia agora estar a lutar pela subida?
ER:
"Porque não? É verdade que se falou nisso no balneário mais em tom de brincadeira mas a verdade é que estamos a fazer uma segunda volta muito bem conseguida. Os objectivos do clube são a manutenção e ainda não a conseguimos. Tudo o que pudéssemos vir a conseguir para além disso seria melhor."

BdP: Quais são os teus objectivos a curto, médio e longo prazo?
ER: "Os meus objectivos são dar o máximo de mim e ajudar a manter o clube na Liga Vitalis, e continuar a trabalhar arduamente para a médio e longo prazo poder atingir outros patamares. Mas neste momento penso apenas e só no Portimonense."

BdP: Gostavas de destacar algum colega, funcionário ou alguém que mereça o teu elogio nestes 8 meses que estás em Portimão?
ER:
"O Portimonense no seu global merece ser destacado pois é um grande clube."

BdP: Que opinião tens deste clube e de quem o dirige? Até onde pode ir este Portimonense? Será que a subida de divisão poderá acontecer num futuro próximo?
ER:
"O Portimonense é um excelente clube e na minha opinião é dirigido por pessoas que são profissionais, que se esforçam e batalham diariamente para a estabilização e evolução deste clube. Penso que com a continuação do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido o Portimonense poderá no futuro lutar por objectivos diferentes e mais ambiciosos."

BdP: Foi fácil adaptares-te a Portimão? Que opinião tens desta cidade e da sua população?
ER:
"Sim, foi fácil a minha adaptação a Portimão pois já conheçia a cidade. Está em constante crescimento em vários aspectos e isso é óptimo para a população. Penso que é uma cidade bastante atractiva."

BdP: Para além do Futebol, quais são os teus hobbys?
ER: "Gosto muito de um bom programa, aproveitar o clima que aqui se vive, passear e estar com os meus amigos."

BdP: Quem é o jogador que mais gostas de ver actuar na tua posição em termos nacionais e internacionais? E em termos globais qual o melhor jogador de todos os tempos, nacional e internacional?
ER: "Em termos macionais gosto do Nuno Valente e em termos internacionais o melhor, para mim, é o Roberto Carlos. Na minha opinião, o melhor jogador nacional de todos os tempos era uma junção de Eusébio com Luís Figo. A nível internacional, sem dúvida, Maradona."

BdP: Se fosses Scolari o onze de Portugal seria:
ER: "Mário Felgueiras, Miguel, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Nuno Valente, Miguel Veloso, João Moutinho e Raúl Meireles, Nani, Simão e Cristiano Ronaldo."

BdP: Tem sido difícil estar longe da família? Que conselhos recebeste e que influência têm ou tiveram os teus familiares no decorrer da tua ainda curta carreira?
ER:
"A minha familia é a base de tudo o que sou e o que faço. Sem eles nada seria igual. Dão-me muito apoio e confiança para seguir em frente e lutar por aquilo que ambiciono. Sem dúvida que é difiçil estar longe deles mas é também por eles que me sacrifico e trabalho todos os dias."

BdP: Na tua opinião as Camadas Jovens do Portimonense podem catapultar algum ou alguns jogadores para o escalão principal? E já agora deixa a tua opinião sobre o jovem brasileiro Rafa que muitos consideram ser um prodígio.
ER: "Podem e devem apostar em alguns jovens das camadas jovens, pois alguns deles demonstram valor e capacidade para poderem vir a fazer parte do plantel sénior no futuro. O jovem Rafa é um deles, tem boas capacidades e só tem de ser bem acompanhado para as poder melhorar e vir a pô-las em prática ao serviço do clube."

BdP: Para finalizar deixa uma mensagem aos adeptos.
ER: "Gostaria de apelar aos adeptos, sócios e simpatizantes do Portimonense que continuem a apoiar a equipa, que venham e compareçam aos jogos e que acreditem em nós."


Termina assim esta entrevista com Emídio Rafael, a quem agradecemos por ter aceite o convite do Blog do Portimonense. Um jogador com um grande futuro à sua frente e a quem desejamos as maiores felicidades e que seja um exemplo a ser seguido por todos aqueles que evoluem nas Camadas Jovens do nossos clube.

13 comentários:

Miguel Menezes "miGLã0" disse...

Parabens por mais uma entrevista. Nunca antes tivemos a oportunidade de ler tantas entrevistas feitas a jogadores do Portimonense como actualmente.

Excelente trabalho.

Achei excessívas o número de perguntas acerca do Sporting. Até parecia que estavam a aliciar o jogador em relação a esse clube, mas gostei da resposta do Emídio:

"...neste momento estou no Portimonense e só penso em ajudar o clube nos seus objectivos."

Ao contrário de outros jogadores, que só pensam é em jogar na Super-Liga ou num clube grande, este tem a cabeça no Portimonense.

Já subiu mais uns valores na minha já alta consideração por ele :)

"Penso que agora tem sido diferente, os adeptos têm comparecido e nota-se que estão com a equipa. Nós agradeçemos por isso, pois sentir o apoio vindo de fora e a confiança das pessoas no nosso trabalho é fundamental."

-> Ainda ele não viu nada! Se a equipa começasse a lutar pelos lugares cimeiros, ele iria ver o que era apoio... :)

Gostei da entrevista e das respostas do Emídio Rafael, uma das melhores contratações do Portimonense desta época, e um dos melhores laterais esquerdos do Portimonense de que tenho memória.


=======================
Errata:

Podes-nos dizer = Podes dizer-nos
fáçil = fácil

guetov disse...

Obrigado Miguel pelas tuas palavras, pena ter deixado passar os erros, lol.

Miguel Menezes "miGLã0" disse...

Todos nós nos enganamos a escrever ;)

Anónimo disse...

ai...ai..ai...assim os meninos não vão longe. Estão á coca dos mais pequenos erros para se comerem uns aos outros...e falam vocês em unidade????
Os adversários que aquim vêm ler e ver o que aqui se passa devem rebolar-se a rir com a imaturidade de certas pessoas que juram a pés juntos que adoram o Portimonense mas no entanto galgam por cima dos outros que sentem o mesmo amor pelo mesmo clube. Até parecem amantes ciumentos uns dos outros por amarem a mesma mulher...neste caso o nosso Clube...o nosso Portimonense.
Porque em vez de se degladiarem não ajustam as agulhas e arranjam ideias novas para mantermos a chama acesa????

silva disse...

Emidio , continua estas no caminho certo, és o futuro defesa esquerdo da Selecção.força

Toy Marafado disse...

És grande Emídio. Conquistaste todos os Portimonenses com a tua raça e entrega inexcedíveis! Muita sorte para ti!

Anónimo disse...

A tua garra dentro de campo e a determinação que tens em cada jogo conquistam todos os adeptos.FORÇA.
Ass:Sandra

Simõesonov disse...

Força Emídio! Caraças pá, não percam o que tanto trabalho vos deu a conquistar nesta segunda volta: a permanência! Estamos ao vosso lado.

Nuno disse...

Entrevista a jogadores no activo a conversa é sempre a mesma. Gosto mais de ler entrevistas a ex-jogadores, sempre tem algo diferente, já podem contar algumas coisas.

Agora este tipo de entrevistas, quase já sei as perguntas, e quando leio a pergunta, já sei a resposta. Alias nem li tudo, desisti a meio, tinha esperança de ser diferente.

Mas pronto, é mesmo assim, o jogador tem aquela conversa para se promover e defender, está no guião, e o entrevistador não pode perguntar tudo.

Anónimo disse...

O miguel ja não e a primeira ves que te vejo chamar atenção dos erros dos teu colegas
Nao tens nada mais para fazer?
ou nao consegues esconder as manias de seres o melhor?
controla-te um pouco pa.

Anónimo disse...

É isto entre voces nem se entendem e mais GRAVE - Ofendense.
O Portimonense só perde valor com estes miudos IGNORANTES.

Anónimo disse...

O melhor lateral-esquerdo d portugal . tenho acertezaa q para o ano estará no plantel sénior d sporting ,, ele é o jogador q mais aprecio a jogar actualmente no portimonense pela garaa e a forma d jogar .. bruno Pacheco

Anónimo disse...

Excelente defesa eskerdo. Tem garra e nunca desiste de um lance, nunca se dá nenhum lance por perdido.
Continua assim k xegaras longe. Força Emidio, Força Portimonense