terça-feira, 22 de abril de 2008

VITÓRIA FRENTE AO BEIRA-MAR = MANUTENÇÃO!?

Depois de uma penosa 1ª volta, onde o Portimonense conquistou apenas 9 pontos, uma recuperação notável aproxima o Portimonense da MANUTENÇÃO.
5 vitórias, 6 empates e apenas uma derrota, em 12 jogos disputados, fazem do Portimonense uma das melhores equipas da segunda metade da Liga Vitalis.
Difícil de entender esta recuperação, para mais quando na reabertura do mercado de transferências, em Janeiro, dos 4 jogadores contratados nenhum se ter imposto como titular indiscutível. Para fazer face à dispensa de pouco menos de uma dezena de elementos, chegaram a Portimão:

  • Tchomogo, que porventura tem sido o mais utilizado (11 jogos/792 minutos), embora alterne a titularidade com o banco;
  • Solimar, emprestado pela Naval, não chegou nas melhores condições físicas. Tem um escasso tempo de utilização (2 jogos incompletos; 29 minutos);
  • Vladimir Volkov, a integrar-se num Campeonato mais competitivo, esteve apenas em 3 partidas (173 minutos);
  • Vouho, chegou vindo da Académica de Coimbra por empréstimo, fisicamente limitado, no escasso tempo de utilização (6 jogos; 191 minutos) marcou 4 golos muito importantes para a recuperação do Portimonense na classificação.

Luís Martins iniciou o Campeonato no comando técnico do Portimonense. 4 empates e duas derrotas ditaram o afastamento prematuro de um Treinador que nunca gerou consenso junto da massa adepta alvinegra. O futuro coordenador do futebol jovem do Benfica conseguiu o milagre da permanência no Campeonato anterior, no entanto o Futebol praticado pelo Portimonense nunca foi muito cativante!
Depois de Amílcar Delgado ter orientado a equipa na derrota em Barcelos, Vítor Pontes assumiu as rédeas à 7ª Jornada. O Portimonense continuou a apresentar um Futebol muito pobre, que se traduziu por uma única vitória em toda a primeira volta, precisamente contra o Olhanense à 12ª Jornada (2-1). Todo este quadro foi agravado pelo frustrante afastamento da Fase Final da Carlsberg Cup e pela surpreendente eliminação na Taça de Portugal, aos pés de uma equipa da 3ª divisão - Sertanense.
Contra todas as expectativas, o "condenado" Portimonense reergueu-se das profundezas da tabela classificativa e fruto de um Futebol pragmático e muito físico tornou-se uma das equipas mais difíceis de bater na Liga Vitalis. Pese as evidentes dificuldades a nível ofensivo, traduzidas no pior ataque da Liga Vitalis (apenas 21 golos marcados em 27 jogos), a jovem equipa Portimonense tem apresentado um Futebol mais maduro, tendo sabido lidar com a pressão de ter estado a 7 pontos dos lugares de salvação.
Pontes não teve um início muito feliz mas a equipa parece finalmente ter-se encontrado. A Manutenção só não é um dado adquirido devido à irregularidade do Portimonense intramuros, onde cedeu comprometedores empates com Stª Clara, Desp. Aves e Penafiel, contrastando com as excelentes vitórias em Stª Maria da Feira, Fátima e Olhão.
Jogadores como Tarantini, Miguel Ângelo, Mário Felgueiras, Nuno Prata começaram a surgir na Imprensa pela sua regularidade, o que valeu inclusivamente uma distinção ao médio portista.

O jogo do próximo domingo poderá ser decisivo. Em caso de vitória o Portimonense poderá assegurar matemáticamente a permanência, desde que o Penafiel saía derrotado de Barcelos, onde o Gil Vicente joga a sua última cartada na luta pela promoção à 1ª Liga, e CD. Fátima não vença o Olhanense, que é sempre um adversário incómodo e que lutará com certeza por um dos primeiros lugares até matemáticamente ser possível.
A vitória frente ao Beira Mar é essencial para a definição da MANUTENÇÃO na Liga Vitalis, pois independentemente dos resultados que possam fazer os seus adversários directos o Portimonense partirá para as duas últimas rondas com 4 pontos de vantagem, o que será uma situação bem mais desafogada do que as verificadas nas últimas 4 temporadas!
Vencer o Beira-Mar é essencial! Todos ao Estádio!
Pese o Beira-Mar debater-se com graves problemas financeiros, é um adversário extremamente incómodo que, devido à qualidade do seu plantel, irá colocar muitas dificuldades ao Portimonense.
O Histórico de confrontos entre Portimonense e Beira-Mar favorece-nos claramente. Há que manter esta tendência de vitórias!


DOMINGO TODOS AO ESTÁDIO! FORÇA PORTIMONENSE!

4 comentários:

Ruben disse...

Boa análise.

Penso que depois da boa vitória em Olhão, temos tudo na mão para não sofrer até ao último jogo, como acontece há 4 ou 5 anos seguidos.

guetov disse...

Grande post Toy. Tás lá!

Nuno disse...

...O futuro coordenador do futebol jovem do Benfica...

Mas porquê dizer sempre isto do Luís Martins? É para justificar alguma coisa? É para alguém dizer "ah afinal o gajo era bom".

Qual era o cargo que ele tinha no Portimonense? Qual é o cargo que ele vai ter no Benfica? É o mesmo?

Não tenho dúvidas se tivesse sido coordenador do futebol jovem do Portimonense tinha feito um bom trabalho.

Paulo disse...

Amigo Toy, excelente trabalho.
Este artigo é sinónimo de dedicação e de trabalho, ilucida na perfeição o trajecto efectuado pelo Portimonense nesta temporada, sem mesquinhices, parabens.
Diga-se e repita-se, este trabalho não é pago, e aproveitando as palavras de um comentário, tu és de Setubal, moras e trabalhas em Setubal, logo não vejo qualquer tipo de interesse no Portimonense, a não ser DEDICAÇÃO.
Envergonhado, é como me sinto quando alguem que não te conhece, faz comentarios deste tipo.
Em nome dos verdadeiros Portimonenses, fica o meu pedido de desculpas.
Força Toy.
Força Portimonense.
E domingo la estaremos certamente.