quinta-feira, 2 de outubro de 2008

O mistério de Rafa ou "Não há 2 sem 3!"





No início da época 2007/2008 chegaram ao Portimonense três jovens jogadores brasileiros: Douglas Codó, Diego Vicente e Rafael Silva, mais conhecido por Rafa.

Devido ao facto de serem todos muito jovens, e porque nem sempre a adaptação é a melhor a novos hábitos e realidades diferentes daqueles a que estavam habituados, leva a que nem sempre alcancem o sucesso e a realização profissional. Por isso mesmo é importante e fundamental que o acompanhamento feito neste tipo de situações seja realizado com especiais cuidados de modo a que estes jovens possam evitar cometer o maior número possível de erros, próprios da sua condição de jovens.

O exemplo de Diego Vicente reflecte um pouco esta situação atrás descrita, a qual acabou por lhe ser fatal, sendo dispensado no final da época supostamente devido ao seu comportamento. Quem viu este jogador evoluir ao serviço da equipa de Juniores pode confirmar que sobressaía pelos seus atributos técnicos, apesar de vulgarmente abusar de algum individualismo, tendo mesmo marcado alguns golos de belo efeito.

Douglas Codó
encontra-se emprestado ao GD. Lagoa e só tem contrato até final da época, o que pressupõe que poderá não vir a ser incluído no plantel da próxima época. Este jogador demonstrou uma maior maturidade e capacidade de integração mas poderá não ter convencido a equipa técnica do seu real valor. O futuro dirá se virá ou não a ser integrado na nossa equipa.

Rafa
apresenta-se como o caso mais complicado. Quando José Rebelo e Luís Martins trouxeram estes três jovens atletas do Brasil, o único de quem eles tinham referência era precisamente de Rafa. Chegou com 15 anos, esteve uma época sem competir, treinou-se com os séniores e é opinião generalizada que é um excelente jogador, um predestinado que poderá no futuro evoluir em grandes palcos. No início desta temporada assinou contrato por quatro anos e logo de seguida viajou para o Brasil e não mais voltou. O Blog do Portimonense tem tentado por todos os meios descobrir por onde anda este jovem e através de fonte não oficial foi primeiro informado que estaria a treinar no Espanhol de Barcelona, mas ao que tudo indica a informação não seria verdadeira. Mais tarde, há alguns dias atrás, fizeram-nos chegar a informação que Rafa se encontra em Portugal, prestes a assinar com uma equipa de topo. O DVD deste jogador terá inclusive já passado pelas mãos de José Mourinho, apesar de não termos ficado a saber com que opinião ficou o treinador do Inter sobre Rafa.

Interessa agora averiguar e tentar saber o que se passa na realidade com este jogador, que ao que tudo indica apresenta uma cláusula de rescisão cifrada em 5 milhões de euros. Será que tudo o que nos disseram não passam de boatos? Será que Rafa ainda vai regressar a Portimão? Será que o Portimonense vai receber 5 milhões de euros?

Verdade mesmo é que de 3, aparentemente não sobra nenhum..., ou será que vão sobrar 5?!

5 comentários:

Anónimo disse...

HAHAAHAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH AHAHAHH AHAH AHAHAHAHAHAHHAHAAHHA HAHAHA. boa guetov! este tá melhor que o dos cartoons

se é pra boatos, se calhar este tem mais lógica.

o miudo foi renovar o passaporte e parece q reparam q n tem 16 anos :D

Anónimo disse...

"fizeram-nos chegar a informação que Rafa se encontra em Portugal, prestes a assinar com uma equipa de topo. O DVD deste jogador terá inclusive já passado pelas mãos de José Mourinho, apesar de não termos ficado a saber com que opinião ficou o treinador do Inter sobre Rafa."

Isto é que se chama comer gelados com a testa

Anónimo disse...

Foi BOM 2 anos a Comer,Beber e Dormir a conta + passagens .

PedroMestre disse...

5 Milhões de euros é que era!
Mas parece me que se deve tratar de irregularidades com a documentação, mas, mesmo assim, seria dito alguma coisa à Direcção, o que nao aconteceu.
É estranho...

Anónimo disse...

se ele tem 15 anos eu tenho 7...por amor de deus...este jogador ainda vai levar o portimo0nense a tribunais por causa da ilegalidade que ele proprio andou a confessar a alguns "amigos" quando estva bebado na rocha um dia destes