segunda-feira, 22 de dezembro de 2008


ARTIGO DE OPINIÃO PESSOAL:

"O PAI NATAL VESTIU-SE DE PRETO E BRANCO!"





O Portimonense deu-se mal com os ares da Serra e decidiu dar uma prenda de Natal antecipada ao Sporting da Covilhã.
Foi a vitória mais tranquila dos Serranos no presente Campeonato, quiçá surpreendidos com as facilidades concedidas pelos alvinegros.
O Sporting da Covilhã denotou gritantes fragilidades, no entanto o Portimonense nunca soube aproveitar as falhas do seu adversário. Pelo contrário, os visitados construíram uma vitória incontestável, sustentada nos erros infantis do Portimonense, incompatíveis de todo com a alta competição.
Preocupante o facto do Portimonense ter sido vergado por uma equipa com tão pouca qualidade…
Os locais puseram assim fim a um ciclo de 6 jogos sem vitórias, castigando o Portimonense com 4 golos. Os algarvios sofreram mais golos na Covilhã que em todos os outros 5 jogos realizados fora do seu reduto (só tinha sofrido 3 golos nos Açores, diante do Stª Clara).
Um Dezembro de pesadelo para os comandados de Vítor Pontes, que em 3 jogos sofreram 10 golos, tendo sido afastados da Taça de Portugal e caído para a 2ª metade da tabela na Liga.
Na Covilhã, Vítor Pontes fez duas alterações relativamente ao 11 que havia jogado na Figueira da Foz, para a Taça de Portugal. Paulo Ribeiro, de regresso após lesão, voltou a ocupar o lugar na baliza alvinegra em detrimento de Alê. Luís Loureiro apareceu no meio-campo no lugar do castigado Nuno Prata Coelho.
A derrota do Portimonense por 1-4 diante do Sp. Covilhã surge como reflexo da exibição menos conseguida da temporada. Faltou atitude, faltou qualidade, faltou muita coisa para aspirar a um resultado diferente de uma derrota!
Depois de 34 minutos de equilíbrio, onde Paulo Ribeiro apenas por uma vez foi chamado a intervir, tendo respondido com uma grande defesa, o Portimonense acabou por precisar apenas de 5 minutos para ser derrotado. Bura, central ligado ao FC. Porto que iniciou a época em Portimão tendo sido dispensado, num pontapé muito forte na marcação de um livre, possibilitou a Paulo Ribeiro um lance bem ao seu jeito… Sacudiu a bola para a sua frente e deu a Edgar a oportunidade de marcar.
Bura estava apostado em fazer o jogo da sua vida, mas o seu forte remate não disfarça um jogador muito limitado tecnicamente. Teve falhanços nesta partida que poderiam ter sido melhor aproveitados pelo Portimonense. Bura não deixou saudades e a sua dispensa foi acertada. Até os nossos centrais dos Juniores têm mais valor que este rapaz, que ontem terá tido o seu momento de glória, ao vencer o Portimonense!
O Portimonense não mais se encontrou e 5 minutos depois até um autogolo marcou, numa jogada inofensiva.
A 2ª parte trouxe um Portimonense com um novo equipamento mas com a mesma atitude.
Luís Loureiro acumulou um sem número de bolas perdidas, deixando todos os Portimonenses a suspirar por Nuno Coelho. A falta de vontade e atitude de Loureiro deixam antever que a reforma estará para breve!
A 2ª metade da partida tem pouca história. Mais 2 lances de bola parada e mais 2 golos sofridos! Se no primeiro Paulo Ribeiro ainda foi traído pelo desvio na barreira, no 2º foi traído pela sua insegurança… Uma saída completamente disparatada num canto e uma sensação de Déjà Vu, de que já vimos isto muitas vezes esta temporada!
Preocupante exibição do Portimonense, que terá agora pela frente duas semanas para tentar corrigir o que falhou, que porventura terá sido quase tudo.
Na baliza não vale a pena falar. O Paulo tem errado em jogos consecutivos e continua como titular. Na época passada, em Olhão, por menos, passou quase toda a temporada no banco de suplentes.
Na defesa faltou tranquilidade, sobretudo no centro da defesa, onde se ficou com a noção de que sentados no banco estariam porventura os melhores centrais do Portimonense.
Diogo e Rui Pedro tentaram organizar a casa, mas com pouco sucesso. Narcisse traz sempre muita vontade e atitude. A equipa ganha com a sua entrada.
Na frente Gonzalo foi bem mais incómodo do que Henrique. Raphael Freitas passou despercebido e foi substituído ao intervalo. Hugo Santos foi um dos mais inconformados.
Referência também para Pimenta, que realizou uma exibição bem conseguida, contrariando a pálida imagem que tinha deixado para os lados de Portimão, quando representou o Portimonense na temporada passada.
A posição do Portimonense na tabela classificativa comparativamente à da temporada passada é bem melhor. A distância que nos separa do topo é igual à que nos separa do fundo da tabela classificativa. Vamos acreditar que o jogo da Covilhã não passou de um pesadelo e que 2009 nos vai guiar novamente para o caminho das vitórias.

8 comentários:

Anónimo disse...

o cristiano ronaldo tambem chuta em força e tem muita tecnica. lol

Anónimo disse...

por favor quem viu o jogo viu perfeitamente que existem la jogadores que merecem ir pro banco uns jogos pra ver se entram em jogo com outra atitude...
lamento dizer isto mas a exibição do diogo foi lamentavel...
infantil injénuo e muito lento...

Anónimo disse...

apesar de tudo e dos maus resultados gostei muito da atitude do rui pedro... tem sido dos melhores jogadores nos ultimos jogos....

Simõesonov disse...

Eu penso que o Loureiro esteve bem pior que o Diogo. O Loureiro, para além de fazer tudo mal, nem corria. O Diogo ainda luta e ocupa espaço.

Anónimo disse...

por isso e que o primeiro golo surgiu de um erro infantil do diogo e o 2 penso que foi o diogo que marcou na sua propria baliza e n o tambussi... mas claro sao opinioes...
n falo so deste jogo em concreto mas de facto no nosso habitual meio campo o diogo e sem duvida o ela mais fraco...
lamento dizer isto mas de facto o diogo n merece o estatuto que tem...

Anónimo disse...

Anónimo das 18:52 concordo ctg kand falas do Diogo, sem duvida o elo mais fraco no nosso meio-campo apesar da sua raça. E já agr o gajo da radio covilha falou em autogolo do hesley!(Mas tb falou num pedro trambussi) hehehe!!

Hugo

Simõesonov disse...

Acho que ainda ninguém percebeu quem marcou esse auto-golo. Até já vi escrito que teria sido o Pessoa...

Anónimo disse...

quem marcou o auto golo foi o diogo....