quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Cícero (jogador livre)



Nome: Cícero Casimiro Sanches Semedo
Nacionalidade: Portuguesa
Nascimento: 8/5/1986 (22 anos)
Naturalidade: Seia
Posição: Avançado
Altura: 189 cm
Peso: 85 kg




Notícia publicada em Agosto último no site Academia de Talentos:

Em Janeiro de 2005 assistiu-se a uma verdadeira diáspora de vários futebolistas do nosso Campeonato para o emblema russo do Dínamo de Moscovo, que preparava a sua época desportiva, que na Rússia só se inicia em Março devido ao rigoroso Inverno. O clube acabara de ser comprado pelo oligarca dos fertilizantes Alexey Fedorychev, que, à semelhança do seu compatriota Roman Abramovich, decidia injectar vários milhões de euros no reforço da sua nova equipa. Como Fedorychev era um confesso e fervoroso entusiasta do Futebol português, que, ainda para mais, tinha saído da sua página de maior sucesso internacional com a presença na final do Europeu de Futebol de 2004, os principais alvos do Dínamo de Moscovo acabaram por ser futebolistas a actuar no nosso país. E assim, foram vários os que rumaram para o Campeonato do leste, aliciados pelos milhões oferecidos pelo magnata russo. O FC. Porto, que acabara de se sagrar Campeão europeu, foi quem mais lucrou com o negócio, uma vez que transferiu várias das suas estrelas para o Dínamo: Derlei, Maniche, Costinha, Seitaridis e Nuno Espírito Santo, para não mencionar o defesa-central brasileiro Thiago Silva, que actuava na formação secundária azul e branca. Mas muitos outros jogadores lusos fizeram o mesmo percurso: Danny, Luís Loureiro, Jorge Ribeiro, Custódio, Frechaut e Cícero. Contudo, a política desportiva de Alexei Fedorychev viria a revelar-se um fracasso, com a maioria dos jogadores portugueses a alegarem inadaptação com o clima, a cultura e a língua russa e a entrarem em choque com os vários técnicos do Dínamo de Moscovo. A época foi, inclusive, um desastre e o clube só conseguiu garantir a manutenção nas últimas jornadas. Por isso, não foi de admirar que, um a um, os jogadores lusos começassem a abandonar o clube e a regressar na sua maioria a casa. Agora, três anos volvidos, são apenas três os atletas que por lá permanecem, a saber: Danny, o caso de maior sucesso destes todos, afirmando-se mesmo como uma das estrelas do Campeonato russo; Custódio, que foi o último a chegar, mas que também nunca conseguiu vingar; e Cícero, jovem promessa do Futebol nacional, que vai alternando momentos bons com outros menos bons e a quem esta prosa é dedicada. Natural de Seia, onde se revelou para o Futebol, Cícero Casimiro Sanches Semedo foi descoberto pela prospecção do Sporting de Braga no final de 2003, altura em que trocou os Juniores do Desportivo de Seia pela formação secundária bracarense, entretanto extinta. Na sua primeira época como profissional, Cícero mostrou na 2ª Divisão B todos os predicados que levaram à sua contratação: um ponta-de-lança forte e fisicamente poderoso, capaz de acrescentar peso e força na frente de ataque da sua equipa, mas tecnicamente dotado o suficiente para jogar de costas para a baliza. Com uma facilidade de remate nata, instinto muito importante nos pontas-de-lança, e bom jogo de cabeça, Cícero demonstrava apenas lacunas na finalização, o que faziam dele um diamante que necessitava ainda de ser trabalhado. Mas dada a sua precoce idade, a sua margem de progressão era, portanto, excepcional. Numa época em que fez parceria com Edinho, avançado goleador que agora representa as cores do AEK de Atenas, depois de ter relançado com sucesso a sua carreira no Vitória de Setúbal, Cícero foi trabalhado pelo técnico António Caldas nesse sentido, sob o olhar atento de Jesualdo Ferreira que, na temporada seguinte, não teve dúvidas em integrar o avançado nos treinos da equipa principal do Sporting de Braga. Por essa altura, Cícero era já internacional jovem e começava a ser chamado com alguma regularidade à Selecção nacional de esperanças, onde trazia características muito específicas à equipa: acrescentava centímetros ao ataque luso e poder de choque para complementar uma frente de ataque muito técnica, que evoluía sobretudo pelas alas, com Ricardo Quaresma, por exemplo. Apesar de não ser a primeira escolha de Jesualdo Ferreira, começou a ter uma presença importante no arsenal bracarense na primeira metade da época de 2004/2005. Utilizado sempre como suplente saído do banco em casos de aperto, Cícero destacou-se sobretudo numa partida a contar para o Campeonato frente ao Estoril, em que selou a vitória da sua equipa por 2-0 nos últimos minutos do desafio, com um tento que foi um misto de técnica e de força. Foi o único golo oficial com a camisola do Sporting de Braga, mas tornara-se um excelente cartão de visita. Abriu-se então o mercado de transferências de Inverno e Alexei Fedorychev atacou o Campeonato português. Depois de ter estado a treinar à experiência nos ingleses do Newcastle, de uma liga que se adequava às suas características, Cícero mudava-se para o Dínamo de Moscovo com apenas 18 anos. O Sporting de Braga encaixou nos seus cofres pela transferência cerca de 2,5 milhões de euros, depois de ter gasto apenas 250(!) euros na sua contratação ao Desportivo de Seia. Em apenas dois anos, Cícero havia tido uma valorização meteórica, mas com a mudança para o futebol gelado da Rússia, a carreira do promissor avançado nacional estagnou. Primeiro, foram as dificuldades de adaptação ao clima e o choque cultural; depois, a instabilidade desportiva do Dínamo de Moscovo; e, por fim, as poucas chances dadas pelos vários técnicos, nomeadamente Andrey Kobelev. O percurso de Cícero no Dínamo de Moscovo tem sido então uma montanha-russa de altos e baixos, com momentos positivos e outros claramente negativos. O problema é que estes são em bem maior número que os positivos. Mesmo assim, Cícero tem-se revelado num avançado importante para o Dínamo de Moscovo, integrando-se bem no futebol mais físico do Campeonato russo. A sua melhor temporada foi, curiosamente, aquela em que chegou à Rússia. Em 11 jogos, o ponta-de-lança português alcançou 3 golos, o que o fez manter-se nas convocatórias da selecção portuguesa de sub-20 durante algum tempo. Contudo, com o apagamento do registo do avançado nas épocas seguintes, o seu nome também começou a deixar de aparecer nas convocatórias nacionais. Esta última temporada está a ser a menos famosa de Cícero desde que chegou ao Dínamo de Moscovo. Apesar do seu clube liderar o Campeonato, o jovem avançado português não tem sido opção do treinador Andrey Kobelev, ao contrário do seu compatriota Danny, que continua a ser o grande líder da equipa dentro das quatro linhas. Esta sua condição actual não é nada propícia para um jovem jogador, ainda para mais quando não confirmou todas as potencialidades que demonstrou nos seus primeiros anos de profissional. O avançado português tem marcado cada vez menos golos e, como são os tentos o principal barómetro de aferição da qualidade de um ponta-de-lança, Cícero tem jogado cada vez menos. E como sem jogar não pode marcar golos, o jovem está preso num autêntico ciclo vicioso. Com os plantéis fechados e o mercado de transferências prestes a encerrar-se, Cícero parece que irá permanecer em Moscovo, pelo menos até Dezembro. Terá aí, quiçá, uma importante oportunidade para relançar a sua carreira, num momento decisivo em que tem todo o seu futuro nas pontas das suas chuteiras.


Percurso:
2002/03: Desportivo de Seia (Juniores), Sporting de Braga (Juniores) e Sporting de Braga B (II Divisão B), 3 jogos/1 golo
2003/04: Sporting de Braga B (II Divisão B), 8 jogos/3 golos
2004/05: Sporting de Braga (Superliga), 4 jogos e Sporting de Braga B (II Divisão B), 2 jogos/1 golo
2005: Dínamo Moscovo (Rússia), 11 jogos/3 golos
2006: Dínamo Moscovo, 12 jogos/1 golo
2007: Dínamo Moscovo, 16 jogos/0 golos
2008: Dínamo Moscovo, 0 jogos

10 comentários:

PT.Warriors disse...

Deixem de ser palhaços. O Portimonense não vai contratar ninguem. O objectivo definido foi a manutenção.

Anónimo disse...

o portimonense ganhou o euro milhoes?
entao comprem o casillas ou o buffon

Anónimo disse...

Com tantos experts em matéria de contratacões estes senhores do blog deviam se candaditar a dirigentes deste club,depois gostaria de ver com "milhões"que têm quantos jogadores iriam contratar porque dar palpites é facil ,mas o mais dificil é arranjar aquilo com que se compram os melões.ass J.A.D.S 49

Simõesonov disse...

Caro J.A.D.S,

Não somos um produto oficial do Portimonense. Somos uma "mesa de café" e discutimos os nomes que entendermos... nem que seja para chegarmos à conclusão que, se calhar, não faz sentido nenhum.

Em todo o caso, deixe-me que lhe diga, para muitos que nos visitam, parece que os jogadores só se dividem em duas categorias: bestiais incontratáveis ou bestas indesejáveis.

Dê-nos também as suas opiniões, sugestões, e ficaremos contentes pois é para ouvir os outros que os comentários estão abertos.

Cumps

Anónimo disse...

Qual é o Empresário que está na sombra a pagar uns jantarzitos aos meninos mimados que são donos do Blog e só publicam o que lhes interessa.

Anónimo disse...

Para que esse senhor que se intitula de guetov e pela responsabilidade que tem em relação a este blog devia estar mais informado acerca de futebol....para depois nao acontecer o esta neste post.

o jogador internaciobal portugues Danny ja n se encontra no dinamo moscovo mas sim no zenit....cultive-se SR. GUETOV

guetov disse...

Caro anónimo, tive o cuidado de colocar a data da publicação deste artigo: AGOSTO de 2008!

Não quis alterar o texto original, até porque não é da minha autoria.

É simplesmente lamentável que não saiba ler!

CULTIVE-SE CARO ANÓNIMO, ISTO PARA NÃO LHE CHAMAR OUTRA COISA!

Anónimo disse...

Anonimo das 10.40 não vê que os meninos do blog nunca podem ser criticados e têm sempre razão eles sabem de tudo datas ,horas,locais etc são autenticas enciclopedias humanas que desaguaram aqui no nosso clube alem disso são feitos de CRISTAL VISTA ALEGRE e como tal muito frageis portanto muito cuidado quando se referir aos ditos cujos...

guetov disse...

Quando se fazem comentários completamente despropositados, como este último, pede-se pelo menos a quem o fez que peça desculpa pelo lapso mas nem isso...

Será que ainda não deu para perceber que o artigo foi publicado em Agosto e que esse aspecto consta do post que escrevi?

Será que é assim tão difícil de perceber?

Anónimo disse...

De todas as pesquisas efectuadas esta foi a mais esclarecedora acerca do atleta.

Sim ele está de regresso mas para o VITÒRIA.

parabéns pelo blog que a mim me pareceu muito agradável (ao contrário de alguns comentários).

Simpatizo muito com o Portimonense e espero revê-lo na 1ªLiga ,mas por favor TROQUEM de treinador.

Não suporto esse falhado!!