terça-feira, 20 de janeiro de 2009

ENTREVISTA DE JANEIRO - NILSON


"Foi fácil chegar a acordo para regressar ao Portimonense, porque adoro este clube!"

O Blog do Portimonense decidiu que o primeiro jogador a ser entrevistado neste ano de 2009 fosse um jovem formado no Portimonense que apesar de ter saído há duas épocas, não se deu por vencido e regressou pela porta grande! Nilson tem vindo a demonstrar um enorme potencial, discutindo a titularidade com Emídio Rafael, um dos jogadores mais em destaque na época passada. Velocidade, técnica e muita garra são o cartão de visita deste jovem de 21 anos que com a sua humildade, simpatia e postura tem vindo a conquistar o coração dos adeptos. Pensamos que ninguém ficará indiferente às palavras do Nilson, um jovem a quem o Blog do Portimonense espera ver por muito tempo a defender as nossas cores!




ENTREVISTA A NILSON
por Pedro Azevedo "Guetov"



Blog do Portimonense: Como, quando e onde deste os teus primeiros passos enquanto futebolista?
Nilson: "Comecei nas escolinhas do Portimonense, mas como naquela altura se pagava para lá estar, tive que optar por sair. Um amigo de infância, Ricardo Varela, convidou-me para ir para o Parchalense quando eu tinha onze anos e era Infantil de primeiro ano, na altura praticava Futsal. No ano seguinte já praticava Futebol 7 e de seguida fui Iniciado de primeiro ano e comecei a praticar Futebol 11. No segundo ano de Iniciado foi quando regressei ao Portimonense, deixando muitas saudades e amigos no Parchalense, mas teve que ser... "


BdP: Sabendo que fizeste parte da tua formação no Portimonense, como caracterizas esses tempos?
Nilson: "Esses tempos foram inesquecíveis! Adorei fazer a minha formação no Portimonense, o nosso grupo era espectacular, bons jogadores, bons técnicos, que foram muito importantes na minha ainda curta carreira..."


BdP: Quem foram os técnicos que mais e melhor te marcaram enquanto elemento das camadas jovens?
Nilson: "Todos foram importantes e ajudaram-me a crescer como futebolista e como homem. Mas houve dois que me marcaram mais, o Zé-Tó e o Francisco, porque foram eles que optaram por me colocar a lateral-esquerdo e foi nessa altura que mais evoluí."



BdP: Na tua opinião quais foram os melhores jogadores que tiveste como colegas nos escalões de formação do Portimonense?
Nilson: "Gostei muito de jogar com o Zé Salvador, naquela altura admirava-o muito como jogador e pessoa. Mas também com o Rúben Fernandes, Luís Cabral (Títi), João Vítor, entre outros."


BdP: Pensas que as camadas jovens hoje estão melhor ou pelo contrário, notavas que se trabalhava melhor e existiam melhores valores na tua altura?
Nilson: "Acho que no meu tempo as camadas jovens eram melhores, até porque se estava sempre na 1ª Divisão Nacional. Os jogadores trabalhavam a sério com o objectivo de se tornarem profissionais."


BdP: Quando passaste a sénior foste imediatamente dispensado ou passaste por uma situação de empréstimo?
Nilson: "Naquela altura, o Presidente João Sintra tinha-me dito que ia ficar, mas não sei o que se passou porque acabaram por me dispensar sem nunca terem explicado as razões para tal..."



BdP: Quando saíste do Portimonense, pensaste que um dia podias e terias condições de regressar ou isso nem te passou pela cabeça?
Nilson:
"Quando saí fiquei muito triste, não por não ter ficado nos Séniores mas sim pela maneira como fui tratado e pelas promessas que me fizeram e que não foram cumpridas, mas agora tudo isso já pertence ao passado... Mas sempre pensei que um dia tinha que conseguir regressar a casa, o que não me passava pela cabeça era que fosse tão cedo! Isto só quer dizer que estavam atentos ao meu trabalho."


BdP: A opção em ingressares no GD. Lagoa acabou por ser uma boa opção, jogaste lá duas épocas senão me engano. Que análise fazes a esse período? Foi difícil atingires a titularidade?
Nilson:
"Jogar no GD. Lagoa foi a melhor coisa que me podia ter acontecido! Estou muito agradecido ao meu ex-treinador Joaquim Mendes (e ao seu adjunto Balacó, por acaso ambos antigos jogadores do Portimonense), porque estava sem clube e recebeu-me de braços abertos. Sem ele, se calhar, hoje não estava onde estou. No GD. Lagoa fiz duas épocas espectaculares, conquistei um título da 3ª Divisão Nacional e no ano seguinte ficámos em quinto lugar na 2ª Divisão B. Não foi fácil ganhar um lugar na equipa, foi preciso trabalhar muito e ter muito empenho para conseguir conquistar a confiança do Míster."


BdP: Gostavas de deixar algum comentário aos teus treinadores no GD. Lagoa, Joaquim Mendes e Balacó, curiosamente antigos jogadores de sucesso do Portimonense? Até que ponto foram eles importantes para a tua carreira?
Nilson:
"Sinceramente gostava de agradecer a ambos por tudo aquilo que fizeram por mim e que nunca irei esquecer. Desejo que continuem a trabalhar da mesma maneira e um dia estaremos juntos na 1ª Divisão Nacional! Eles foram muito importantes na minha carreira como expliquei na pergunta anterior."





BdP: Quando e de que forma surgiu o interesse do Portimonense em contar com o teu contributo?
Nilson: "Foi a uma semana de comecar a pré-época. Estava de folga do meu trabalho e em casa do meu amigo Sandro, quando tocou o telemóvel. Era o Amílcar Delgado que me perguntou se podia comparecer no Estádio Municipal. Eu disse-lhe que sim e quando lá cheguei soube da proposta. O resto penso que já sabem..."


BdP: Foi difícil chegares a acordo? Tinhas outros convites?
Nilson: "Foi fácil aceitar porque adoro este clube!"



BdP: Que objectivos traçaste para esta temporada?
Nilson:
"Trabalhar muito para conquistar o meu lugar e não para ser apenas mais um jogador que passou pelo Portimonense."


BdP: Em termos pessoais quais são os teus objectivos a curto, médio e longo prazo?
Nilson: "Ajudar a equipa a alcançar os seus objectivos, conquistar os adeptos e esperar um dia conseguir subir de divisão ao serviço do Portimonense, o que seria maravilhoso!"


BdP: Apesar de teres como concorrente directo um excelente jogador como Emídio Rafael, já conseguiste por diversas vezes jogar como titular. Neste momento encontras-te no banco mas será que de alguma forma te poderás sentir desmotivado com essa situação?
Nilson: "É verdade, a concorrência na equipa é enorme e o Emídio Rafael é um excelente jogador. Mas isto só me traz beneficíos, porque assim posso aprender muito com ele e ele comigo também. Ambos trabalhamos árduamente para merecer a confiança do Míster e só temos de respeitar as suas decisões. Desmotivar nunca! Com um grupo como o nosso não existem razões para desmotivar."


BdP: Das vezes que foste titular alternaste excelentes exibições com outras menos conseguidas. Pensas que tudo isto reflecte o facto de seres ainda muito jovem ou tens outra opinião sobre este assunto?
Nilson: "É verdade, acho que é por ser ainda um jovem inexperiente nesta Liga. mas é com jogos e treinos que ganhamos experiência e também alguma esperteza..."



BdP: És um jogador muito rápido e possuis igualmente muito boa técnica, até que ponto gostarias ou te sentirias à vontade a jogar mais adiantado no terreno e não como lateral-esquerdo?
Nilson: "Eu gosto de jogar só como lateral-esquerdo porque na minha posição posso atacar bem, demonstrar a minha técnica e a defender mostrar a minha raça!"



BdP: O Portimonense entrou muito bem no Campeonato, mas neste momento atravessa uma fase menos boa, acumulando derrotas e não conseguindo marcar muitos golos. Que análise fazes à prestação do Portimonense até agora e como pensas que será o futuro próximo?
Nilson: "Acho que é normal todas as equipa passarem por fases boas e menos boas e nós samos uma delas. Penso que a equipa actualmente está jogar bem, faltando apenas uma maior eficácia ao fazer golos. Brevemente vamos demonstrar com vitórias a nossa identidade, que já vem da época passada."



BdP: O Portimonense perdeu em termos defensivos elementos de grande referência como Mário Felgueiras, Miguel Ângelo, Wellington e Nuno André Coelho. Na tua opinião pensas que o sector defensivo está mais enfraquecido que na temporada passada ou se não é essa a tua opinião, como justificas o facto do Portimonense sofrer tantos golos, alguns deles muito consentidos?
Nilson:
"Não conheço muito bem esses jogadores, por isso não sei se eles são mais fortes ou não. O que sei é que todos os actuais defesas dão tudo para não sofrerem golos. Este ano estamos a sofrer mais do que na época passada derivado a algumas infelicidades e falhas de concentração, mas nada como trabalhando muito a concentração para conseguirmos ultrapassar esta fase menos boa em que temos sofrido mais golos."





BdP: Dois elementos muito jovens, tu e o Fausto Lúcio, mereceram a confiança de Vítor Pontes e são do agrado do público. Neste momento estão ambos no banco. Pensas que estão a pagar a factura por serem ambos ainda muito jovens, apostando o Treinador em elementos com mais experiência?
Nilson: "Estamos no banco devido a opções do Míster e não por sermos jovens e só temos que respeitá-las. Tenho a certeza que o Míster confia em nós como nos restantes jogadores do plantel. Como não existem lugares cativos, só nos resta trabalhar para voltarmos novamente ao onze titular."


BdP: Na tua opinião quais são os pontos mais fortes e mais fracos deste Portimonense?
Nilson: " Ponto mais forte, o grupo ser muito lutador e unido. Mais fraco, talvez demonstrar por vezes alguma ingenuidade..."


BdP: Como analisas a prestação das equipas de arbitragem? Pensas que eventualmente não estamos melhor classificados, sobretudo devido a erros grosseiros por parte dos árbitros?
Nilson:
"Talvez, mas não quero falar sobre esse assunto."


BdP: Achas que o plantel deveria ser reajustado neste mês de Janeiro ou pelo contrário, pensas que não deveriam de existir mexidas no mesmo? Elementos pouco ou nada utilizados devido sobretudo a lesões como João Vítor, Maxi Asís, Roberto Britto ou Philco, poderão constituir agradáveis surpresas na 2ª volta do Campeonato?
Nilson:
"Penso que não precisamos de reforcos, mas isso apenas compete ao Treinador. Penso que os jogadores que têm estado lesionados podem surpreender os adeptos, como por exemplo Maxi Asís..."


BdP: Sentes que o Grupo se encontra muito unido, desde jogadores a técnicos, passando por dirigentes e outros funcionários?
Nilson:
"Sim, sinto que fazemos parte de uma enorme familia."




BdP: Alguma vez pensaste que te tornarias futebolista profissional ou chegaste a equacionar outro cenário? Sei que no GD. Lagoa trabalhaste em restauração para ajudares a tua família, o que é digno de registo. Sentes-te apoiado pela tua família e até que ponto ela é importante nas tuas escolhas?
Nilson:
"Sempre sonhei em tornar-me profissional. A minha família tem sido muito importante porque me apoia nos momentos bons e menos bons. Quando me encontrava no GD. Lagoa tive que trabalhar noutra área porque o dinheiro era pouco e como o meu pai não podia trabalhar devido a doença, senti que devia ajudar e é com um enorme prazer que tenho tentado ajudar a minha família. Assim, os meus pais podem ficar ainda mais orgulhosos!"


BdP: No final dos jogos disputados em casa costumas ter o teu pai à tua espera. Já tive a oportunidade de trocar com ele algumas palavras e parece-me ser uma pessoa muito calma e humilde, para além de estar sempre com um sorriso nos lábios e aparentar muita serenidade. Presumo que sejam muito unidos. Gostarias de deixar algum comentário sobre ele e já agora sobre o restante agregado familiar?

Nilson: "O meu pai é um exemplo a seguir, devo-lhe muito. Agradeço-lhe por tudo o que tem feito por mim, sempre me acompanhou na minha carreira futebolística e pessoal. É uma enorme inspiração nos jogos e com ele na bancada até esqueço do cansaço. A minha família, nem tenho palavras para a descrever! Somos muito humildes e unidos, que continuem assim, principalmente a minha mãe, sempre disponível para tudo com a família. Desta forma só posso pensar positivamente em relação ao meu sucesso."



BdP: Como costumas passar os teus tempos livres?
Nilson: "Estar com os meus amigo(a)s, passear, ir ao cinema."


BdP: O melhor jogador de todos os tempos foi?

Nilson: "Pelé e Ronaldo El Gordito."



BdP: Quem foram os jogadores que mais te marcaram até hoje?
Nilson: "Muitos jogadores influenciaram-me mas recentemente os que mais me marcaram foram os meus ex-companheiros do GD. Lagoa, Vandi e Nelsinho."



BdP: Entre Maldini e Roberto Carlos escolhes? Ou preferes outro?
Nilson: "Patrick Evra."


BdP: Pensas que um dos calcanhares de aquiles do Futebol português é a posição de lateral-esquerdo? Concordas que por exemplo na Selecção jogue Paulo Ferreira adaptado à esquerda, Caneira no Sporting? Pedro Emanuel no FC. Porto? Será que não existem bons laterais esquerdos em Portugal?
Nilson: "Existem bons laterais esquerdos em Portugal mas se calhar ainda não estão ao nível internacional. Mas também é verdade que esta posição é muito delicada."


BdP: Presumo que tenhas assistido a muitos jogos do Portimonense nas bancadas. Que recordações tens do Portimonense de outros tempos? Que jogadores mais te marcaram e melhor recordas enquanto eras jovem?

Nilson: "É verdade, assisti a muitos golos e a muitos sucessos. Jogadores que mais recordo foram Duka, Alex Afonso e o nosso Ricardo Pessoa."



BdP: Costumas visitar o Blog do Portimonense? Se sim, pensas que prestamos um bom serviço ao Portimonense? O que é que mais e menos gostas ao visitar este espaço?
Nilson:
"Sim, costumo visitar e penso que está muito bom. Continuem assim."


BdP: Sentes que a grande maioria do público presente nas bancadas do Estádio Municipal afecto ao Portimonense é pouco interventivo e se encontra algo distante da equipa?

Nilson: "Acho que o público tem estado com a equipa. Têm apoiado bastante o Portimonense e espero que continuem."





BdP: Que opinião gostarias de deixar sobre o Grupo de Adeptos e do seu contributo para apoiar o Portimonense nos jogos em casa? E já agora um comentário sobre aqueles que acompanham o Portimonense praticamente para todo o lado? Sentes que da vossa parte existe um carinho especial para estas pessoas?
Nilson:
"Sinceramente penso que é óptimo para nós a presença do Grupo de Adeptos porque sentimos que são fiéis connosco, mesmo nos momentos menos bons. Ajudam-nos a ultrapassar as dificuldades. Espero que continuem o vosso papel, pois tem sido muito importante."


BdP: Gostavas de deixar uma mensagem ou algumas palavras para os adeptos/sócios do Portimonense?
Nilson: "Gostava de dizer que na 2ª volta vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para dar muitas alegrias aos adeptos e acreditem em nós porque nós acreditamos em vocês, comparecendo no Estádio, apoiando a nossa equipa. Espero que não desistam porque muitas coisas boas vão acontecer, pois essa é a nossa identidade! Obrigado pelo convite para esta Entrevista, fico muito contente e orgulhoso por estarem atentos a mim e à equipa. Sucesso é o que peço para o futuro!"



Agradecemos ao Nilson esta Entrevista e desejamos-lhe muitas felicidades para o seu futuro.

6 comentários:

Angelo Lopes disse...

Eu conheço o nilson desde de pequeno e desde cedo mostrou as suas qualidades como jogador...estive no GD. lagoa dos juniores e de vez em quando nos seniores e viaa sempre o nilson a dar o seu maximo demonstrava a sua raça defensiva nos embates defensivos....Elee é muito bom jogador mas inda tem muito que aprender e com o grupo do Psc..ele irá conseguir..

Boa sorte mano..

Anónimo disse...

CONTINUA ASSIM RAPAZ A TUA HUMILDADE E ESFORÇO ALIADO AO AMOR Á NOSSA CAMISOLA IRÃO DAR OS SEUS FRUTOS.DESEJO-TE AS MAIORES FELICIDADES NILSON.
RUI MIGUEL
~SOÇIO 720

Rui disse...

pelo menos gosta do portimonense, o que é raro nos recentes balnearios!!
força miudo!!

Bruno disse...

Espero que continues o bom trabalho que tens vindo a efectuar na tua 1ª epoca de profissional a continuares assim em breve serás o dono do lugar a defesa esquerdo.Nilson,joao vitor e Ruben Fernandes têm valor e foram formados no Portimonense,espero que um dia este ultimo volte ao clube do seu coração.Na actual formação de juniores ha 3 ou 4 jogadores que gostei de ver e talvez fosse de aproveitar para a proxima epoca

Jorge disse...

proxima entrevista: NARCISSE

Anónimo disse...

bruno quem sao exes jogadores dos juniores ?