terça-feira, 27 de janeiro de 2009

JUNIORES: Entrevista a Raposo

Iniciamos 2009 com um leque de entrevistas no seio do Futebol de Formação do Portimonense.
Como todos os nossos leitores sabem, nem sempre é facil destacar um atleta, contudo tentaremos, dentro das nossas possibilidades, entrevistar pelo menos um jovem por mês.




ENTREVISTA A RAPOSO
por Paulo Henriques



No plantel Júnior tem sido um dos habituais titulares no onze do Prof. José Augusto. Tem exibido muita qualidade, sobretudo a nível defensivo. Na sua forma de ser é um rapaz humilde e de poucas palavras, o Blog do Portimonense foi inclusivé aconselhado a realizar esta Entrevista por escrito, caso contrário só lá para Agosto teria as respostas para escrever... Seguindo este conselho, escrevemos então as perguntas e foi rápido a responder, tal como o faz, e bem, dentro de campo.


Pedro Filipe Viegas Candeis Raposo
Data de Nascimento: 22 de Abril de 1991 (17 anos)
Defesa-Central/Médio-centro



BdP: Começáste bem cedo o contacto com a bola, com 6 anos, como foi esse primeiro encontro?
Raposo: "Desde muito cedo já brincava com a bola. Fui fazer uns treinos ao Esperança de Lagos e eles ficaram agradados com os meus primeiros treinos e comecei aqui a minha vida futebolística".


BdP: Pouco depois, começa a ser mais sério esse contacto, ao integrares as Escolinhas do Esperança de Lagos. Conta-nos como foi.
R: "Pouco depois de chegar ao relvado, o Treinador Aníbal disse para ir treinar com a equipa, na altura Escolinhas, e comecei a treinar regularmente com os mais velhos".


BdP: Lembras-te do teu primeiro jogo?
R: "Não!"


BdP: E do teu primeiro Treinador?
R: "O meu primeiro treinador foi o Aníbal Camacho, que tem uma excelente relação com os jovens. Tinha uma particularidade que era quem fizesse um golo durante o jogo, muitas vezes era substituído por outro jogador".


BdP: Até ao escalão de Iniciados sempre jogaste num escalão superior ao da tua idade. Como era a tua relação com os mais velhos?
R: "Foi sempre uma relação normal, sempre me dei bem e respeitava-os a todos, quase não se notava que tinha uma idade inferior comparada à dos meus colegas de equipa".


BdP: Duas participações na Selecção do Algarve, 1º Torneio Mundial de sub-7 e Torneio Lopes da Silva, qual a avaliação que fases dessas duas chamadas aos melhores do Algarve?
R: "Bem, o primeiro Torneio foi algo marcante, onde haviam muitos jogadores, de muitos países, muito bons jogadores. A nível colectivo ficámos um pouco abaixo das expectativas, até porque éramos apenas a única Selecção Distrital, enquanto todas as outras eram de níveis Nacionais. A nível individual, foi do melhor, porque nos últimos jogos fui o capitão, sendo um grande orgulho estar a representar Portugal. No segundo torneio tivemos uma boa prestação até porque ninguém estava à espera que ficássemos tão bem classificados. A nível individual, correu-me também bastante bem, sendo sempre titular".


BdP: Após essa segunda chamada, vens para o Portimonense. Como surgiu esse convite?
R: "O convite surgiu com uma conversa que tive com o mister João Paulo, que me disse para ir lá treinar a experiência no meu segundo ano de Iniciados, mas algumas pessoas do Esperança de Lagos não queriam que fosse para lá, pois queriam que eu conclui-se o escalão de Iniciados. Mas logo no início da época seguinte fui treinar a experiência e integrei-me na equipa".


BdP: A decisão foi difícil ?
R: "Eu estava decidido em me transferir para o Portimonense, devido a algumas situações que se sucederam com o Treinador no meu segundo ano de Iniciados".


BdP: Porque a teimosia do Esperança de Lagos em não te facultar a carta que te desvinculava?
R: "Porque queriam que eu ficasse no Esperança... Também devido ao facto de haver umas represálias entre o Treinador e eu (das quais nunca cheguei a saber o porquê...). Então achei que não iria integrar a equipa titular e fiz a minha decisão".


BdP: Guardas alguma mágoa, sendo que foste o único prejudicado com este bizarro processo?
R: "Alguma. Da minha última época ao serviço do Esperança, porque o Treinador não me convocava para alguns jogos, inclusivé jogos contra o Portimonense (pois seria uma forma de não me observarem a jogar), a acusar-me de maus comportamentos, e por vezes o Treinador colocava-me em posições que nunca tinha treinado".


BdP: Contudo, a tua primeira temporada não foi fácil. Treinaste uma época inteira, mesmo sabendo que não jogarias, como lidáste com essa situação?
R: "Andava algo desmotivado porque foi uma época um pouco complicada. Ainda assim aprendi muitas coisas... "


BdP: Ingressas então no Portimonense como Juvenil de 1º ano. Qual foi a sensação?
R: "Uma sensação muito boa, uma integração fácil, era um grupo muito bom, fui muito bem recebido e acarinhado tanto pelos colegas como pela equipa técnica."


BdP: Uma época desportiva, e eis que surge outro problema, uma lesão inesperada, sentiste em algum momento vontade de desistir?
R: "Nunca! Apenas senti vontade de superar a minha lesão e integrar o mais rapidamente a equipa."


BdP: Como foste tratado no corpo clínico do Portimonense?
R: "Penso que, ser tratado melhor do que fui, seria impossível! Fizeram um grande trabalho, implicando muita competência e profissionalismo. Na minha opinião uma das vantagens das camadas jovens do Portimonense em relação a outras equipas é terem um corpo clínico tão competente."


BdP: Não estas a dar graxa ao Fisio Joel, (Fisioterapeuta Responsável Dp. Formação) não?
R: "(Risos) Não, ele sabe que não."




BdP: Após todos esses contratempos, surge então o teu nome na lista do plantel Júnior. Como recebeste esta notícia?
R: "Com alegria, e com grande ansiedade. Não esperava era ter tantas oportunidades."


BdP: Sendo tu, até agora, um dos titulares indiscutíveis deste plantel Júnior, como avalias a prestação desta equipa?
R: "Todos lutam pela titularidade e têm qualidade para tal. Temos um grupo bastante unido e forte! Acho que é de caras, o facto de todos querermos o melhor para a equipa."


BdP: E do resto do plantel, como é o espírito dentro do balneário Júnior?
R: "Um plantel excelente, uma união muito forte com grande carácter."


BdP: Não é fácil vir treinar todos os dias de Lagos para Portimão, o que te motiva para contornar este "transtorno"?
R: "Todo o grupo e o gosto que tenho pelo Futebol. Ah, e a paciência dos meus pais!"


BdP: Falemos agora de treinadores, qual o que mais te marcou e porquê?
R: "Todos eles me ajudaram a evoluir, contando também com o Mister Teixeira (Treinador da selecção do Algarve na altura)."




BdP: Como descreves a equipa técnica actual dos Juniores?
R: "Uma equipa com muita capacidade estando a demonstrar muita competência."


BdP: E sonhos, o que ambicionas para o teu futuro desportivo?
R: "Ser um jogador profissional, sem dúvida! Mas tenho de ter os pés bem assentes na terra, porque o Futebol hoje em dia não é nada fácil. Além disso, quero concluir o curso que estou a tirar."


BdP: Quanto ao Portimonense, esperas ingressar no plantel Sénior?
R: "É um objectivo a seguir. Tenho noção que é algo complicado, mas com muito trabalho, dedicação e alguma sorte espero conseguir."




BdP: Porquê?
R: "Gostava de ser jogador profissional."


BdP: Já foste abordado por algum elemento do Portimonense, com essa possibilidade?
R: "Não.. (risos)"


BdP: Mas tens essa esperança?
R: "Gostava, mas tenho a noção que será dificil."




BdP: A tua família, e eu sou testemunha, faz questão de acompanhar-te sempre nos jogos, entendes esse acompanhamento como uma forma de apoio, e quão para ti é importante?
R: "É sempre importante o apoio da família. Eles gostam, é uma forma também de se divertirem, e por vezes ir passear."


BdP: Tenho sentido uma maior mobilização de pessoas para assistir aos vossos jogos, principalmente em casa, queres deixar algumas palavras a esses adeptos?
R: "Continuem a vir em massa, que precisamos deles como o 12º jogador. Para nos dar ainda mais motivação e apoio!"


BdP: E o Blog do Portimonense, costumas visitar e achas útil?
R: "Sim, venho algumas vezes ver a opinião das pessoas que vão ver os nossos jogos em relação à equipa, e à minha prestação. Penso que é importante para termos noção do que as pessoas pensam de nós. Parece que este é o site oficial do Portimonense. E desde já, os meus parabéns ao pessoal do Blog."


"Queria agradecer aqueles que me têm apoiado. Aos adeptos, que continuem a ir com regularidade aos jogos das Camadas Jovens porque precisamos do vosso apoio, nos bons e nos maus momentos. Aos meus colegas, falo com eles todos os dias. À minha família quero agradecer muito pelo que têm feito por mim."


O Blog do Portimonense agradece a disponibilidade do Pedro Raposo para esta Entrevista e deseja a esta jovem promessa do Portimonense as maiores felicidades, seja na sua vida Académica, Pessoal ou Desportiva. Grande abraço e Obrigado!

14 comentários:

Manuel disse...

continua miudo!
rumo ao grande jogo(casa pia)

guetov disse...

O Blog do Portimonense faz questão de privilegiar os jovens e a formação.

É com imenso prazer que li esta entrevista e lamento apenas tão poucos comentários.

Independentemente do Pedro Raposo vir um dia a representar o plantel profissional do Portimonense ou não, será sempre para nós fundamental e prioritário apoiá-lo, a ele e a todos os jovens que representam o nosso clube nos escalões de formação.

Pessoalmente, entendo que o papel do Paulo neste blog é o mais importante e de certeza o mais gratificante entre todos os colaboradores.

Amo-te PSC disse...

sem ter nada contra o raposo, que é um jogador espetacular, nao sei o porque de se fazer entrevistas com os jogadores de primeiro ano, quando existem jogadores de 2º ano. tipo o capitão??ou entao um dos misters..pois os de primeiro po ano terao essa oportunidade..
saudacoes portimonenses

Tiago disse...

grande entrevista raposo, força nisso!!

Francisco disse...

Nunca desistas raposo, um dia vais chegar lá com a tua humildade!

Pai de um jogador da formação PSC disse...

Força Miudo , continua assim , com força de vontade e muita humildade chegas lá ...

Bruno disse...

Espero que não seja mais que faz formação no Portimonense e seja desaproveitado.Deviamos fazer como o Varzim fez na sucessão do Yazalde,promoveu um junior a senior,nos deveriamos fazer o mesmo no caso do Rafa que saiu para o Porto,promovendo um jovem jogador da nossa formação.

Já que uns sugerem jogadores a serem adquiridos,eu sugiro a constituição de uma equipa-b,na proxima epoca.Mas esta não seria uma equipa B vulgar,seria constituida unicamente por jogadores no ultimo ano de junior,logo nao seriam renumerados,dado o grande numero de praticantes de futebol existente,nao seria dificil fazer uma equipa junior e uma equipa-b equilibrada.Esta equipa iria competir na 2ª distrital e teria como objectivo aumentar o leque de jogadores formados a entrar na equipa principal no ano seguinte.Logicamente o objectivo seria sempre ganhar e subir esta equipa-b se possivel até um patamar de competição mais exigente.

Anónimo disse...

Raposo!
Gosto de te ver jogar e da tua personalidade em campo.
Não te esqueceste de referir o teu 1º clube embora de uma maneira um pouco critica, quem te acompanhou compreede a tua posição.
Falaste merecidamente no Anibal Camacho, uma pessoa diferente de todas no ensinamento aos mais jovens. Não fales nunca no nome de determinadas pessoas que estão no esperança. Eles não são Esperança de Lagos. Eles nunca quizeram o teu sucesso.
Estás num clube que te tem acarinado e tratado bem, agradece por isso e continua a trabalhar para conseguires os teus objectivos.
A umildade que te reconhecem continua a te-la, só te faz bem.
Um abraço e muitas felicidades
Força compeão!!!!!!!!!

Pi disse...

Ganda Raposo... Vê se te pões bom rapidamente, temos uma segunda fase pra disputar :D

Raposo = Classe

Abraço

Anónimo disse...

FORÇA CAMPEÃO!

TENS VONTADE, CARACTER e PERSONALIDADE.

UM AMIGO

João Marreiros disse...

Força miúdo ;)

Tu consegues chegar lá ao topo se treinares cada vez com mais alma e amor à camisola =D

Abraço !!

Daniel disse...

É bem miudo !

Tenho de ir ver um jogo teu.
Abraço

Anónimo disse...

Raposo, recupera rápido.
A equipa precisa de ti.
Ainda falta 1 ponto para a 2ª fase.
o próximo jogo é decisivo.
Um abraço miudo!

Ruben Guerreiro disse...

És grande miudo!
Grande amigo, grande jogador e uma grande pessoa!
Continua a batalhar, pode ser que um dia alcances aquilo que mais desejas (ser jogador profissional).
Como teu amigo, farei todos os possiveis para te ajudar no que precisares e fazer com que vás com uma grande disposição para os treinos, a seguir às aulas :P

Um abraço de um colega de turma e mais acima de tudo, um amigo ;)
Ruben Guerreiro
[]