quinta-feira, 21 de maio de 2009

LITO VIDIGAL vs VÍTOR PONTES

A um jogo do final da Liga Vitalis (o Portimonense recebe o Freamunde no próximo domingo), estabelece-se uma comparação entre os 3 Homens que orientaram o Portimonense durante esta temporada, registando o contributo de cada um na classificação final do Portimonense.


Lito Vidigal

Lito Vidigal estreou-se no Bessa, diante do Boavista, em jogo a contar para a 18ª Jornada da Liga Vitalis. Vitória por 1-0, quebrando um longo jejum do Portimonense sem vitórias.

12 Jogos: 3 vitórias - 7 empates - 2 derrotas > 16 pontos

12 golos marcados/12 golos sofridos (-)

44,4% de pontos conquistados


Vítor Pontes

Vítor Pontes orientou o Portimonense durante 16 jornadas. Foi afastado do comando técnico do Portimonense depois de uma derrota na Póvoa, diante do Varzim (0-1), em jogo da 16ª Jornada. Foi afastado depois de um longo ciclo de jogos sem vitórias.

16 Jogos: 4 vitórias - 6 empates - 6 derrotas > 18 pontos

16 golos marcados/21 golos sofridos (- 5)

37,5% pontos conquistados


Amílcar Delgado

Amílcar Delgado, Secretário Técnico do Portimonense, assegurou o comando da equipa na transição de Vítor Pontes para Lito Vidigal, à semelhança do ocorrido em épocas anteriores.
Não foi feliz e não evitou derrota caseira diante da União de Leiria (0-1), à 17ª Jornada da competição.

1 Jogo: 1 derrota > 0 pontos

0 golos marcados/1 golo sofrido (-1)

00,00% de pontos conquistados

10 comentários:

Ruben disse...

Aqui está a prova que a mudança de treinador, pouco ou nada de novo trouxe ao Portimonense, o plantel é que é desiquilibrado.

Agora, muito porque Lito não escolheu estes jogadores, vamos ter novamente a sangria de final de época, a chegada de novos, o período de adaptação, e possivelmente a dificuldade em obter resultados.

A única diferença, especulando um pouco, é que Lito parece ser um treinador "mais barato" do que Pontes.

Vamos ver se nos conseguimos manter uma época seguida sem mudar de treinador.

Simões disse...

Eu diria que passámos a empatar mais vezes. No entanto as diferenças não são significativas.

Bruno disse...

Nao concordei com a mudança de tecnico,mas quero que o Lito fique

Nuno disse...

Não vi nenhuma diferença na mudança de treinador.

Uma das diferenças para o Lito e Pontes deverá ser o seu salário.

E também que o Lito tem um maior conhecimento de jogadores na 2ª e 3ª divisões nacionais. Poderá aconselhar bons jogadores bastante baratos. Evitando flops de jogadores de ex. Rapid Bucareste de Navais, Boavista e de jogadores emprestados. Talvez um pouco à imagem do Amilcar.

A ver vamos...

guetov disse...

Lito Vidigal, tal como Vítor Pontes não podia fazer melhor com este grupo.

A única responsabilidade que se pode atribuir a Vítor Pontes foi a de ter sido responsável pela constituição do plantel, embora, continuem por esclarecer algumas situações referentes a atletas que supostamente integrariam a temporada que agora termina. Refiro-me a Vouho, Fofana, Rafa, Castro, sem esquecer que aquando da renovação com Vítor Pontes, ainda não era certo que ficaríamos sem Mário Felgueiras, Miguel Ângelo, Wellington, Tarantini, entre outros.

Independentemente de tudo aquilo que possa ser dito neste momento, mais uma vez, o Portimonense apresta-se a ter um ano 0 no que diz respeito à vertente desportiva.

Também devemos reconhecer que esta direcção em termos de gestão, posso estar errado, mas parece-me que tem cumprido e procurado resolver os problemas financeiros do Portimonense. Claro, que nem tudo tem corrido da melhor forma e com certeza alguns erros foram cometidos, mas em traços gerais podemos dizer que o saldo apresenta-se como positivo.

Por outro lado, em termos desportivos, penso que está na hora de cortar com alguns erros do passado recente, apostar a sério na Formação (a maioria dos técnicos da Formação do Portimonense são muito competentes e é fundamental que lhe sejam dadas todas as condições para continuarem a poder desempenhar o seu trabalho) e na prospeção de atletas dos escalões secundários em detrimento da aposta em elementos que apresentam níveis de qualidade baixissímos.

E não se esqueçam que milagres não existem e que ninguem possui uma varinha de condão que resolva todas os problemas como se nada fosse.

guetov disse...

Em relação à política de empréstimos, não nos podemos esquecer que Nuno Prata Coelho encontrava-se nesta situação, tal como no ano anterior, Wellington, Nuno André Coelho ou Vouho.

A questão está em saber escolher os jogadores emprestados.

O Ohanense subiu com vários jogadores emprestados, para dar um exemplo que penso ser pertinente.

Pedro Patrocínio disse...

Não esquecer tambem que na epoca passada terminos em 11º Lugar e no entanto tinhamos muito bons jogadores que sairam para o escalão principal.
Refiro-me ao Tarantini, Miguel Angelo, Vohou, Nuno Coelho, Felgueiras. A saida destes jogadores tirou bastante qualidade ao plantel, e os reforços nao tiveram à altura.
E infelizmente, este ano vamos perder os jogadores com mais qualidade no plantel à excepção do Alê, Fausto e Pessoa, visto que o Emidio Rafael não renovou e Nuno Coelho irá para actuar na 1ª Liga.

Agora teremos de saber se o Lito tem uma palavra a dizer nas contratações ou se serão emprestimos feitos pela Direcção.

Anónimo disse...

O Emídio é do Sporting. É o próprio que o diz.

Anónimo disse...

penso q o q vai acontecer é a meio da épocaLito vai ser despedido como é o costume. Deviam era d arranjar um treinador permamente na equipa técnica para fazer a transição sempre q os doctores despedem um treinador para justificar os seus falhanços.
e tb manter alguns jogadores como o pessoa que ao passar dos anos começam a respeitar e amar o portimonense. não é esses loureiros que sao uns mercenários é o contrato da vida dele a ganhar 7000€ por mes no portimoennse

Nelinho disse...

tenho de ser sincero em relação a certas coisas que aqui vem escrito... em 1o e de fonte segura esses jogadores que supostamente vinham pro portimonense quase nenhum tiveram contactos do mesmo isso so esta nas vossas cabeças e dos jornais, 2o falam muito da formação nao digo que temos bons jogadores mas nao vao fazer milagres e qt a emprestimos nem sempre sao bem aproveitados porque muitos deles quando saem e na epoca seguinte fazem uma boa epoca e muito regular penso que tambem depende como sao aproveitados porque se virem os jogadores emprestados do olhanense jogaram desde do inicio apostaram neles e digo de passagem que muitos dos jogos nao apresentaram muita qualidade mas apostaram e cresceram com isso. e mais a equipa que começou a jogar no inicio da epoca sofreu uma ou duas alterações aqui todas as semanas tinhamos mudanças... e normal que cheguemos ao final da temporada e vimos que os melhores jogadores sao aqueles que sempre jogaram...penso que o lito deveria ficar ver as suas necessidades e fazer uma boa pesquisa passando pela formação como pelas equipas de divisoes inferiores porque estes sabem muito bem a realidade do futebol de 2a...