segunda-feira, 20 de julho de 2009

JOGO DE APRESENTAÇÃO: Portimonense 0-1 Sunderland (Inglaterra)

Num jogo pouco interessante o Portimonense bateu-se bem contra um adversário teoricamente superior, mas que mostrou pouco Futebol para uma equipa da Premiere League.

Numa noite espectacular de Verão, pouca gente a assistir ao jogo de Apresentação da época 2009/10 do Portimonense, num plantel com muitas caras novas.

Lito Vidigal, como nos jogos anteriores parece ter adoptado um esquema de jogo distinto do da temporada passada, jogando sem alas e um meio-campo muito apoiado com 4 unidades dispostas no terreno ora em forma de losango quando no ataque, passando depois a defender com dois jogadores mais recuados e dois mais à frente. Jogaram de início - Alê; Ricardo Pessoa, Calado, Rúben Fernandes e Nilson; Adriano, Moita, Vasco Matos e Aragoney; Bruninho e Pires.

Este esquema, quando rotinado, permitirá ao Portimonense jogar um Futebol menos directo e mais apoiado. Neste jogo, a espaços, já foi possível ver mais troca de bola de pé para pé a meio-campo, quando nas épocas passadas o Portimonense optava quase sempre por colocar a bola na frente através de passes longos, sem passar pelo meio-campo.

Neste esquema destacou-se Adriano, um jogador cuja compleição física faz desconfiar de alguma lentidão de movimentos, mas que depois mostra muita tranquilidade, inteligência, bom toque e agressividade sobre a bola.

Aragoney também mostrou qualidades técnicas, a nível de transporte de bola, ainda que sem se ter destacado muito, também porque jogou apenas a 1ª parte e poucos minutos da segunda.

Na frente as duas unidades muito móveis e trabalhadoras, Pires e Bruninho, tiveram um dia difícil no meio de uma defesa inglesa mais forte fisicamente. A bola também acabou por chegar-lhes poucas vezes em condições, e apenas Bruninho muito rápido sobre a bola dispôs da melhor oportunidade do Portimonense na partida, mas na cara do guarda-redes rematou para fora.

Na primeira parte, Alê e os restantes membros da defesa raramente foram incomodados, ainda assim foi possível registar boa capacidade do regressado Rúben no jogo aéreo e a velocidade e bom toque de bola de Maílson (que entrou para o lugar do lesionado Calado), que também deixou boas indicações. Fizeram uma boa dupla.

Na segunda parte foi altura para muitas alterações, e o jogo tornou-se muito atabalhoado, pelo que não foi possível ter uma noção tão clara do valor dos restantes elementos.

Ainda assim registamos com agrado as boas exibições de Balu, um médio-defensivo que mostrou boas qualidades, mas num ou outro lance algum excesso de agressividade, e Ben Traoré que mostrou boas movimentações de ponta-de-lança, em especial num lance em que deixou a bola para um disparo forte de Diogo, que ainda fora da área direccionou a bola à trave.

Na segunda parte estiveram ainda em campo Jorge Monteiro, Thiago Carioca, Wigor, Diogo Melo, Nélson Pedroso, João Vítor, Anderson, Douglas Codó, Fausto Lúcio, Pedro Silva e Fábio Sapateiro (foram utilizados 25 jogadores).

Em suma, um bom teste na continuação da preparação da época, que terá inicio oficial já no início de Agosto.

3 comentários:

A.P disse...

Muito boa exibição!!

Gostei bastante do que vi!


Agora é continuar assim!

Raposo disse...

O Lito fez este ano a equipa à sua imagem, jogadores por ele escolhidos e a ganhar menos que a época passada. Sinceramente fez um excelente trabalho, temos equipa bem melhor que a de épocas passadas. Fiquei muito feliz com o que presenciei, poderemos surpreender isso é certo.

força portimonense

Anónimo disse...

Num jogo pouco interessante como é normal assistirmos no portimonense
queria o quê? e ainda a procissão vai no adro com as vedetas que arranja este ano é a 3ªdivisão.