segunda-feira, 3 de março de 2008

Formação: Carta de Reflexão

No seguimento de vários comentários aos artigos da Formação, alguns deles muito directos, poderei até dizer "pesados", decidi escrever este artigo, em jeito de reflexão.

Não quero com este artigo branquear ou bloquear qualquer comentário negativo aos treinadores dos Escalões de Formação, quero sim chamar a atenção para a realidade de ser criança e ter que se lidar com emoções que são próprias da idade, que para mim, enquanto pai, nem sempre é fácil.

Tendencialmente cometemos o erro de pensar: "estão na escola ou na catequese, logo estão bem"... Nem sempre o regresso a casa no final do dia nos diz isso, diz-nos sim que temos uma responsabilidade ainda mais pesada, quando levam castigos porque o ditado correu mal, porque o "Stor" embirrou com ele, porque a "Stora" de Matemática preparou um teste surpresa, na cabeça dos miúdos, eles é que estão correctos, não os docentes, e nós, como pais, quais as medidas a tomar?
Vamos a correr questionar a direcção da instituição, aflitos porque o prof. A ou o prof. B tomou esta ou aquela atitude.
Porque não questionamos em primeiro lugar os nossos filhos?
Certamente porque não tínhamos paciência nessa noite, motivada pelo cansaço, porque o trabalho correu mal, porque não tivemos tempo.
Toda a formação e educação começa dentro de nossa casa, com o devido acompanhamento, apoio e com punição quando ela é merecida, não podemos de forma nenhuma declinar ou responsabilizar outros pelo comportamento dos nossos filhos.
Meus senhores, não é a minha intenção dar lições ou ensinar seja o que quer que seja a quem quer que seja, tudo o que escrevi até aqui eu sinto-o dentro do meu lar.

Quanto ao assunto formação, relativamente ao Portimonense, eu não vivo dentro do Portimonense, nem tão pouco trabalho no Portimonense, mas acompanho as equipas nos treinos, nos jogos e consigo perceber uma coisa, educação e respeito são sentimentos vividos dentro do seio das equipas, não quero com isto dizer que não haja excessos ou perdas momentâneas de lucidez, que obriguem a atitudes mais duras para com os jovens ou dos jovens para com as equipas técnicas.
Não será por esses momentos menos bonitos que se avalia um atleta ou um treinador, nem será porque não se consegue ganhar tudo, até porque falamos da formação de jovens, onde o objectivo está bem definido, formar homens, estudar pessoas que podem vir a ser jogadores de futebol com mais valias para o Clube, para o Jovem e consequentemente para os pais.
Pressão, sempre existiu e sempre existirá da parte dos pais, em relação aos educandos em todas as vertentes pedagógicas, e o Portimonense neste campo não foge da regra, o Portimonense é mais uma das ferramentas que os pais têem para que os seus filhos se possam desenvolver.
Podem pensar, o meu filho vai triste para os treinos.
Posso até concordar que assim seja, então e quantas vezes vão os miúdos tristes para a escola?
Não serão sentimentos parecidos?
Será que por esse motivo os Treinadores ou Professores são os maus da fita?
Não são certamente.

Meus senhores, o objectivo de todos no Blog do Portimonense é ajudar a construir, nunca a destruir, podemos aceitar que se comentem as mais variadas opiniões, positivas, negativas, bem intencionadas, mal intencionadas, elas são o motivo deste nosso trabalho.
Não podemos no entanto deixar que estas questões, que tão importantes são, passem em branco, como se tudo estivesse bem.

Vamos reflectir, pensar e depois de formarmos de facto a nossa opinião então sim comentamos negativamente ou positivamente.
Vi durante este ano muitos comentários anónimos e identificados construtivos, de apoio mesmo quando as coisas corriam mal, vi comentários anónimos e identificados com palavras depreceativas em relação á qualidade dos miúdos, e respectivas equipas técnicas, e nada me chocou, custa-me é ver pessoas que talvez nunca deram uma palavra de apoio vir agora desdenhar da personalidade A ou B.
Por esse motivo, e não porque ache que tudo está bem e devo defender os treinadores, escrevi este artigo.

Haveria muito mais coisas para relatar neste artigo, mas o cerne da questão está escrito.
Peço a compreensão de todos, no objectivo comum, construir um grande Portimonense.
Obrigado
Paulo H.

Força Miúdos, é por vocês que estamos todos aqui.

Força Portimonense

37 comentários:

Anónimo disse...

Gostava muito que antes de falar e escrever o que escreveu se identifica-se com o seu nome completo e o que faz em prol do Portimonense e saber se está de acordo que pelo facto de os resultados desportivos do clube serem os piores dos ultimos 15 anos se acha que a formação dos atletas está a ser bem delineada pois acho que quando se trabalha bem na formação obtem-se claro bons resultados e como é evidente os resultados são os indicadores de que o futebol juvenil do Portimonense está doente e precisa urgentemente que se faça alguma coisa pois qualquer dia estamos todos... Estou á espera com alguma ansiedade de uma entrevista aqui no blog que já deveria ter acontecido só que as vitórias das equipas são muito escassas para que as pessoas se andem a mostrar se não ninguem as segurava

Paulo disse...

Paulo Jorge Monteiro Henriques, sócio pagante do Portimonense Ssporting Clube, com lugar cativo na bancada central, e o que faço em prol do Portimonense, apoio e critico, conforme o que eu achar por bem.
Se estou de acordo com os resultados?
Não claro que não, queria que fossem todos Campeões, queria não fazer viagens á minha conta e no regresso viesse contente, mas infelizmente não é bem assim, como tal vê que nao fico contente.
Mas não é por esse facto que vou dizer mal de tudo e todos.
Piores resultados?
Foi, desde que conheço o Portimonense, que uma equipa de juniores esteve a lutar por um objectivo que não o da manutenção.
Agora desafio o Anónimo a identificar-se, para que a justiça destes comentários seja digna.
Mas penso que o meu desafio vai morrer aqui.
Cumprimentos.
J

Anónimo disse...

Se ha mais coisas para relatar então relate pois não estamos aqui para esconder nada ou o que ainda tem para dizer poderá afectar algumas pessoas

Anónimo disse...

Pois fique sabendo que os juniores os juniores estão na 2ª divisão que é equivalente dizer que se não existisse esta divisão estariam nos distritais onde seria mais dificil subir pois ai só sobe o 1º classificado e agora nem nos primeiros 4 classificados se conseguiram colocar o que quererá istodizer que estamos a trabahar bem na formação pois eu desde que conheço o Portimonense nunca em dois anos seguidos vi descerem tantas equipas de divisão no ano passado foram os infantis que desceram á 2ª distrital eos juniores á 2ª Nacional este ano os iniciados já desceram ao distrital e os juvenis o que irão fazer não vai ser nada facil mas deus queira que se mantenham no Nacional e é assim a GRANDE FORMAÇÃO DOS JOVENS DO PORTIMONENSE CHEIA DE DERROTAS E DESILUSÕES DESPORTIVAS ALGUÉM QUE CONSIGA EXPLICAR ISTO SEM SER COM A MÁ IDENTIFICAÇÃO DESTES TREINADORES COM A REALIDADE DO NOSSO CLUBE NÃO SOMOS O SPORTING NEM PORTO NEM BENFICA SOMOS DO PORTIMONENSE E TEMOS DE TRABALHAR Á MANEIRA DO PORTIMONENSE COMO EM ANOS ANTERIORES EM QUE AS NOSSAS VITÓRIAS ERAM MUITO SUPERIORES EM LARGO NUMERO. AGORA VEJAM O QUE ESTÁ DIFERENTE E DE ANO PARA ANO AS COISAS TÊM PIORADO OS PROBLEMAS CADA VEZ SÃO MAIS E A ESTRUTURA DO FUTEBOL JUVENIL DO PORTIMONENSE MOSTRA NÃO TER CAPACIDADE ORGANIZATIVA PARA OS RESLVER QUER A NIVEL SOCIAL QUER A NIVEL DESPORTIVO.....

Anónimo disse...

o anónimo é o paulinho... vê-se logo pela maneira de escrever, que não usa pontuação.

e quanto ao objectivo dos juniores. ainda penso que é melhor lutar pela manutenção na primeira divisão do que não conseguir a subida na segunda divisão, ou não?

Anónimo disse...

Naõ queira compar a Escola com o nosso Clube não tem nada a haver uma coisa com a outra

Supporter1984 disse...

Um anónimo a pedir identificação a alguém?

Paulo.. na volta tem mas é cuidado ou ainda sofrerás represálias por "abrires a boca".

Em relação ao anónimo penso que é o tal anónimo que anda no Portimonense à anos a mais, não dá a cara mas é o mais poderoso lá dentro, e com jeito de arrogante, e anónimo, tem lata para pedir uma identificação.

Para que será?

Paulo disse...

Suporter, que tipo de represálias?
He He He, eu nao vivo do Portimonense.
Só do tipo, ai e tal nao podes ver os jogos.
Mexer na ferida doi.
Abraço Suporter, e sei se precisar de apoio tenho o teu.

Paulo disse...

Anonimo 15:27 o assunto em questao esta esclarecido, poderia ser mais desenvolvido mas não posso monopolizar o blog.
Não que fosse ferir alguem se desenvolvesse mais o assunto, feriria talvez quem ja ca nao está, e nao é essa a minha forma de estar.
Anónimo 16:02 ai não?
Estamos a discutir Formação, palavra muito abrangente, escolas, atl, ferias desportivas, escuteiros, colectividades que desenvolvem actividades ludicas, a nossa propria forma de estar na vida, enfim isso tudo é formação e deverá ser encarada e estruturada dentro dos mesmos parametros.
Ou a Formação tem obrigatóriamente que passar por um clube de futebol?

Nuno disse...

Paulo, parece que querias dizer alguma coisa, mas depois não disseste nada.

Miguel Menezes "miGLã0" disse...

"Foi, desde que conheço o Portimonense, que uma equipa de juniores esteve a lutar por um objectivo que não o da manutenção."

Paulo,

Conheces o Portimonense há quanto tempo? 3/4 anos?

Há 4 épocas atrás, lutamos para subir e efectivamente subimos à 1ª divisão, em Juniores.

Lembro-me perfeitamente do jogo decisivo, em que recebemos o Silves e vencemos, salvo erro, por 3-0.

Na época seguinte, fizemos um bom campeonato na 1ª divisão, inclusivamente com alguns bons resultados contra equipas ditas "grandes" (lembro-me de ter visto em Odivelas um Benfica 1-1 Portimonense). Chegamos a andar em quinto lugar, o que não se manteve durante toda a época, mas acabamos por fazer um campeonato tranquilo.

Só na época seguinte lutamos pela permanência, o que infelizmente acabou por não suceder e descemos, chegando à época actual a disputar a 2ª divisão, como se sabe.

Eu não comento o teu post no geral. És capaz de ter razão na maior parte das coisas que dizes. Desconheço a quem te diriges e talvez fosse melhor que identificasses a(s) pessoa(s) em questão.

No entanto, cais em descrédito quando cometes alguns exageros tal como esta frase que referi.

A verdade é que, em termos de resultados, esta foi uma época terrível. Também é verdade que os resultados nem sempre são o melhor indicador de boa formação, pois o mais importante é formar jovens e não o resultado desportivo em si.

Desconheço qual o motivo de tão maus resultados, embora até pudesse especular em torno disso...

Seja como for, parece-me que um debate em torno do assunto seria útil...

Paulo disse...

O motivo do meu artigo é mesmo esse Miguel debater o assunto, o alvo somos todos em geral, e sim so conheço o Portimonense em formação a 3/4 anos.

Anónimo disse...

as camadas jovens so tem um problema nao estao tao agressivas como nos anos passados, antes lutavamos pelo maximo e agora e sempre para o minimo e antes havia mais entusiasmo agora nem por isso. porke sera ? ass: ze

Supporter1984 disse...

Paulo quando falei em represálias, obviamente não me referia que fossem dirigidas a ti, mas sim a quem representas no clube, se é que me faço entender.

Anónimo disse...

Epa oh supporter, quantos jogos foste ver este ano dos juniores ?? Aposto que nenhum !!!
Ja nao é a primeira vez que criticas a formaçao. Nao sei se ficaste aziado por nao teres subido aos seniores, mas eu acho que nao pq ate tiveste um acidente de viaçao grave e te impossiblitou de tal.Infelizmente! Agora, deixa as pessoas fazerem o seu trabalho. Em formaçao nao se interessa se se ganha ou perde, obvio k isso é importante para a motivaçao dos miudos, mas mais importante é eles saberem estar no futebol e na vida. É eles saberem coisas básicas do futebol, como e quando se deve pressionar, saber quando é que se deve jogar em contra-ataque e etc...
Ms pronto, cada um ve como quer as coisas.
Cumprimentos a todos do blog.

Ass: Seguidor das camadas jovens.

Anónimo disse...

Eterno adepto de Futebol.
É isto que gosto no futebol. Este para existir tem que ser composta por gente (supostamente) culta e verdadeiramente sabedora para saber como subsistir.
Depois tem o outro lado dos burro e otários que gastão rios de tempo e dinheiro a discutir uma realidade que não conhecem.
Como isto anda, amanhã passa na TVI a noticia: Adepto do portimonense alvejado pelo blog. Represálias. Há gajos muito corajosos por trás de um anónimo. Aos pais que estão preocupados com os seus "MAradoninhas", tenham cuidado, porque o verdadeiro também começou com o Charro.

Os melhores cumprimentos. João Carlos

Paulo disse...

Suportter, eu sou livre de pensar, escrever e comentar o que me parece justo ou injusto, seja quem for que esteja envolvido, no entanto escrevi este post porque acho que os ataques pessoais que ultimamente teem vindo a lume, nomeadamente ao treinador dos Iniciados B Mister Fabio, são de todo descabidos e irreais, tendo em conta o que presencio nos treinos e no ambiente vivido entre o Fabio e os miudos, é totalmente injusto, não se trata de defender, mas sim de não deixar passar em claro estas falsidades.
E ja agora não represento ninguem no clube, represento a minha pessoa.
Mal de quem se julgar representado por mim, salvo para os meus colaboradores, esses sim são representados e defendidos por mim com veemencia e determinação.

Anónimo disse...

eu jogo nos iniciados B e tambem no inicio nao goxtava muito do treinador mas agora comecei a gostar muito. Pois foi e é com ele k nox aprendemox muito em termos de futebol e a nivel de educação. e so peço um favor que nao falem mal das pessoas que nao conheçem. pois este treinador foi e é um dos melhores que conheço ate agora. FORÇA PORTIMONENSE axx: jose

Anónimo disse...

Se o tema é formação, não diz respeito apenas ao futebol mas a tudo na vida! E desengane-se aquele que julgue que acaba nas camadas jovens e/ou iniciados. É um acto continuo que percorre toda transversalmente. Mas se estamos a falar de crianças então os cuidados devem (e porque não dizer têm?) que ser redobrados. Nunca esquecer que "os miudos" não têm estrutura psicologica para aguentar com algumas criticas e muitas vezes não só pelo conteudo mas também pela forma como são dirigidas. Neste caso, e acompanhando o caso à distancia, parece-me que o problema reside na equipa de infantis B, treinada por alguem que ficou impedido de praticar futebol por uma lesão e que tem também tenra idade.
Vamos por partes, então. Não pondo em causa a capacidade tecnica dessa pessoa, posso por em causa a formação. Afastar alguns em deterimento de outros quando se fala de formação que deve ser continua e manda-los embora porque "não vão ser convocados" não me parece correcto, para não dizer que demonstra uma enorme falta de pedagogia. Poderei extrapolar que decorre de alguma frustração decorrente da lesão e da incapacidade para praticar o desporto? Se calhar sim, se calhar não...mas fica a ideia. E para educar crianças (sim! desporto é educação) não basta ser correcto, é preciso parece-lo, também. Não é a alimentar frustrações dos petizes que se valoriza a si mesmo, nem que se formam boas pessoas no futuro. É exactamente ao contrário.
Alguém disse que o treinador se vê pelos resultados...ganahr a todo o custo justifica todas as atitudes? Os meios justificam os fins? Aplicar essa filosofia a crianças é válido?
Quanto às caracteristicas fisicas de alguns dos infantis...lembro-me de um Rui Barros, de um Micolli, de um Baggio...todos enormes pequenos jogadores. Há quem opte pela força bruta, e bruto será a vida toda, há quem aposte na inteligencia e no estudo de sobrevalorizar as capacidades inerentes a cada um, e esse será sempre melhor sucedido. Antes de formar jogadores, formem HOMENS! E acompanhem quem os forma, por favor. O caminho pode ser mais dificil mas é sem duvida mais compensador.

Miguel Costa

Anónimo disse...

correndo o risco de ser mal interpretada, deixem-me desde ja demonstrar a minha indignaçao!! meu caro senhor, escola nao tem nada a ver com clubes?? à semelhança da escola, nao é nos clubes que as crianças aprendem a interagir com os seus pares?? nao é nos clubes que elas aprendem valores tao importantes como o espirito de grupo, a camaradagem e o respeito mutuo?? nao se esqueçam meus senhores, que é nestas idades que as crianças definem a sua personalidade e que tudo aquilo que as rodeia as vai influenciar.. porquê incentivar apenas à competitividade, quando os valores mais importantes sao esquecidos? serámais importante vencer do que respeitar o seu treinador?? nao coneço os treinadores, nem tao pouco o seu trabalho, mas deixem-me dizer-vos que os admiro!! admiro porque sei o quanto é dificil trabalhar com 20, 30, 40 crianças diferentes(eu trabalho com 100), cada uma com a sua individualidade, a sua particular forma de ser.. nem sempre é facil agradar "a gregos e a troianos", nem sempre os resultados e as exibiçoes sao aquilo que se esperava.. mas digam-me senhores pais desses mesmos meninos..no dia seguinte eles nao vao para o treino com o mesmo sorriso no rosto? com a mesma vontade de jogar? deixem-os crescer.. deixem-os cair e voltar a levantar.. tudo isso faz parte da aprendizagem deles!! QUER SEJA NA ESCOLA, QUER SEJA NUM CLUBE!!!
Sofia H.

Toy Marafado disse...

Artigo muito bem elaborado pelo colaborador Paulo, que eu já considero um amigo. Admiro-te Paulo e agradeço-te, pois graças a ti passei a acompanhar as camadas jovens do meu clube de sempre. Apoias e acompanhas as camadas jovens do Portimonense com uma paixão por vezes superior à que acompanhas o Futebol sénior. Continua o bom trabalho, os Jovens agradecem. Abraço.

Supporter1984 disse...

Atenção!! eu não critico a formação, critico sim um dirigente das formações e critiquei em tempos a gestão da mesma.

Não fui a nenhum jogo dos júniores esta época é verdade, mas olha que tive lá das escolinhas aos juniores, sempre via qualquer coisa..

guetov disse...

Sem margem de dúvidas que este artigo "mexeu" com as pessoas e merece da parte de todos nós alguma reflexão, apesar de mais uma vez, quem está mais à vontade para dar uma opinião com mais rigor sejam aqueles que lidam com as questões em causa.
Cada técnico como noutra qualquer profissão, tem a sua forma de trabalhar e as suas próprias características, agradando mais a uns e menos a outros, tendo maior sucesso com determinados indivíduos e menos com outros, e ainda bem que assim o é, independentemente do maior ou menor sucesso que possa vir ou não a ser alcançado no desempenho das suas funções.
De qualquer das formas e ao ler os comentários feitos até à data sobre este assunto, entendo que cada pessoa como é normal, defende os seus pontos de vista mas penso que é possível surgir um entendimento entre todas as partes.
Presumo que os encarregados de educação possam dialogar com o técnico em questão, que também, presumo, estará na disposição de conversar com eles. Poderá também surgir a oportunidade, se todas as partes, assim o entenderem, de se marcar uma reunião entre os responsáveis das Camadas Jovens do clube e os encarregados de educação.
Por vezes, o que acontece, é haver falta de diálogo e falando as pessoas, normalmente entendem-se.
Estou convencido que depois de todas as partes falarem, no fundo, o relacionamento entre todos será mais forte e mais unido.
O Blog do Portimonense e neste caso, a minha pessoa, sempre defendeu e sempre defenderá os mais Jovens e tudo será sempre feito no sentido de proporcionar aos jovens tudo aquilo que eles merecem. Estamos cá para os apoiar e o "trabalho" do nosso colaborador Paulo, penso que demonstra tudo isso.
Estaremos sempre prontos para dar cara e voz aos mais jovens, mesmo sabendo, que só uma pequena minoria poderá um dia envergar a camisola dos seniores, por isso, e em jeito de conclusão, e falando em resultados desportivos nos escalões de formação, isso não é de todo o mais relevante, mas sim o contributo desta Instituição no desenvolvimento dos jovens e na promoção da sua SAÚDE e BEM-ESTAR.

Simõesonov disse...

Desculpem intrometer-me na discussão e destacar desde já o elevado nível da mesma.

Há muito que não acompanho a formação do Portimonense "ao vivo". Não conheço nenhum treinador nem asssisti a qualquer treino recentemente. Apenas fui atleta numa realidade completamente diferente da actual.

Gostaria ainda assim de tecer alguns comentários:

A formação de um clube não se trata de alta competição. Não tem a obrigação de apresentar vitórias todas as épocas. Tem, sim, que estar ao serviço da comunidade, gerar actividade que ocupe os jovens, situação que explica boa parte dos subsídios que o clube recebe. Comparações com o passado são igualmente desajustadas pois as realidades são completamente diferentes. O que importa é o que se obtém com os meios que existem no momento e analisar os ciclos de aprendizagem que são de 2/3 anos por cada classe de aprendizagem.

Eventualmente poderá haver o aproveitamento de alguns jogadores para o plantel profissional do clube, mas como todos sabemos isso só acontecerá com 2/3 jogadores em cada 100 que entram para as camadas jovens. Em Portimão, felizmente, já tivémos bons exemplos: Ivo, João Paulo, Ruben, João Vítor, e outros que estarão em breve junto dos séniores.

Parece-me também que está a ser dada demasiada importância a uma situação que surge de comentários que, virtualmente, até podem ter sido inseridos pela mesma pessoa, e que desta forma podem não reflectir e sentimento da generalidade dos pais dos jovens. Posso assinar várias mensagens no blog, com os mais diversos nomes, sem ninguém desconfiar que se trata da mesma pessoa.

No entanto, a ser verdade (que também é possível!) há uma forma mais benéfica para todos de esclarecer este assunto: expô-lo à direcção. Parece-me que são assuntos demasiado melindrosos para serem discutidos num blog. E por aí eu posso criticar os "pais virtuais" que aqui apareceram: foram capazes de encontrar um problema grave, que a ser real afectará jovens e clube. Mas não encontraram a melhor forma de o resolver. Isto é assunto para ser tratado de forma oficial.

Cumps
Simões

Anónimo disse...

anonimo das 15.44 a sua ignorancia e grande os quadros competitivos foram alterados para haver maior competitividade para os clubes grandes á 15 anos 1º divisão de juniores tinha 8 grupos quatro da zona sul e quatro da zona norte. era ver os tres grandes a darem porrada aos mais pequenos, o maximo que o psc apanhava era um setubal ou um campomaiorense. o nivel de competitividade aumentou. antigamente não havia 2 liga hoje há.
anonimo o tempo da tv a preto e branco, e das bolas de katchu também ja passou

Carlos Pires disse...

Um abraço a todos quanto me deram atenção.

Anónimo disse...

As verdades custam mas têm de ser ditas. Boa Sorte
Carlos Pires

Costa disse...

uma coisa é certa o futebol juvenil do PSC não esta bem , vejam-se os resultados , as condições de trabalho deixam muito a desejar , qualquer clube do distrital tem melhores condições , campos, roupa para treinar e jogar , o que acontece que o PSC nada oferece aos jogadores jovens , esta tudo como à 10,15 anos atrás , só que antes era o PSC e o resto era paisagem , mas agora todos tem relvados sintenticos e jogarem nos nacionais ou no distrital , para os miudos pouco importa,temos alguma qualidade nos jovens mas as vezes falta qualidade nos treinadores , para mim jogar no PSC deve ser um motivo de orgulho , mas temos de dar a mão á palmatoria o PSC continua GRANDE mas os pequenos já não são tão pequenos assim , cresceram e com resultados visiveis , o Farense por exemplo só tem os juniores no nacional o louletano tem as equipas todas nos nacionais mas paga e bem e foi buscar varios jogadores a lisboa para os juniores ,a pagar cama e mesa , devia a haver uma resolução na estrutura do futebol juvenil, a começar por cima , quando se perde ninguem fica satisfeito , como Pai , acho que o meu filho tem condições para jogar , mas se não jogar e a equipa ganhar tudo bem , senão claro que fico chateado assim como os jogadores que não jogam .

Paulo disse...

Eu sinceramente estou admirado, e quiçá algo surpreendido.
A julgar pelo numero de comentários, e partindo do ponto que nem todas as pessoas que assistem aos jogos acedem ao Blog do Portimonense, aplicando aqui uma operação de matemátima, chegariamos á conclusão que tivemos sempre as bancadas cheias, o que não corresponde de todo á realidade.
Com tantos interessados na formação, vão ao estádio e apoiem, pode ser que ajudem a obter bons resultados.
Obrigado a todos.

janita disse...

Parabéns peo vosso BLOG, está excelente!
Aproveito para fazer um pequeno comentário á formação e mais em particular ao que se passa na nossa equipa B de Iniciados, com atitudes por mim vividas como pai de um formando desta Excelente escola que sempre foi o nosso Portimonense, também eu felizmente por aqui passei bons momentos da minha juventude, seguindo-se agora o meu filho que já ca está pelo 3º ano consecutivo.Mas o meu comentário tem mesmo que incidir sobre o treinador desta equipa de Iniciados B, o Sr. que me desculpe mas formar não é só para aqueles que são imprescindiveis na sua equipa titular, formar é também dar valor aqueles que em todos os treinos dão o litro e merecem uma oportunidade nem que seja para poderem cheirar a relva por breves momentos, atitudes de indisciplina que eu próprio presenciei em treinos e jogos deste corrente campeonato possivelmente são até normais em miudos desta tenra idade, o que não é compreensivel é uns serem filhos outros enteados, quero com isto dizer que alguns, os tais imprescindiveis quando lhe faltam a si ao respeito é como se nada fosse os outros que também vão aos treinos que também se aplicam por vezes até demais esses são pura e simplesmente postos de parte, PORQUÊ?.
É esta a sua maneira de lidar com jovens desta idade?
Será que a humilhação pela qual o Sr. os faz passar em frente de todos os outros se justifica?
Será correcto da sua parte propôr a alguns miudos que nunca são convocados para os jogos deste campeonato o Sr. sugerir-lhes que não voltem mais a treinar, até mesmo que abandonem o clube?
Será normal um miudo que chega a casa depois de um dia desgastante com escola e treino no final do dia chorar e querer desistir do futebol?
Será normal o Sr. desconvocar um miudo que tenha sido convocado para um determinado jogo apenas pq faltou a um treino pq precisou de estudar para um teste?
Será que era assim que o tratavam qd jogava futebol,foi este tipo de formação que lhe deram enquanto jogador?
Caro amigo ponha a mão na consciencia você também é um jovem e lembre-se que estes que estão consigo hoje serão um dia também homens em que o Sr. de certeza não poderá dizer " EU FORMEI AQUELE HOMEM"
Muito Obrigado, e mais uma vez os meus parabéns pelo excelente trabalho realizado neste pequeno grande espaço.

Anónimo disse...

o sr janita não deve ver os jogos e os treinos que eu vejo. se calhar e daqueles que depois de um dia de jogo deixa o filho ir pro MAc jogar a bola e fazer alguns disturbios em quanto os os outros almoçam. e culpa é o do treinador principal responsavél pela educaçao ops... pela formação... do miudo

janita disse...

O seu comentário realmente revela a sua capacidade..Obrigado pela sua resposta foi esclarecedora.

Um abraço

Anónimo disse...

De facto este Janota não deve ver os treinos que eu vejo quase diáriamente.
Verifica-se efectivamente que são muitos miúdos o que torna dificil a gestão do Grupo,mas parece que até não foi este treinador a fazer a escolha, ainda na quinta-feira eram só 37 miudos.
Reparo que nos treinos todos são tratados por igual, existem é uns que se aplicam mais que outros, que possuem melhores qualidades e acabam jogando de inicio, pelo que me é transmitido, pelo meu, já quase todos ,foram convocados e não são poucos.
Num Grupo destes é claro que as decisões nao podem agradar a todos, mas vamos respeitá-las como os nossos pais sempre nos ensinaram, esses sim os grandes responsaveis pela nossa educação e aqueles que devem dar o exemplo...
sejam humildes não baixem os braços e um dia a vossa vez vai chegar...
E penso que seria importante reconhecer o bom trabalho desenvolvido com esta equipa, quem viu os ultimos jogos como foi o meu caso não tem duvidas..
Excelente o trabalho desenvolvido por este treinador a todos os niveis, apenas critico o facto de serem tantos miudos uma situação que deve ser rectificada no futuro, e a manter devem arranjar um adjunto pois é difcil enquadrar tanta gente.

Anónimo disse...

Eu concordo com o Janita, o treinador devia por os 30 moços a jogar ao mesmo tempo ...
jogar na tactica que os pais achassem melhor...
e se possivel pôr alguns deles a jogarem tambem...

Anónimo disse...

Caros adeptos, realmente parece que o tal Janita alertou para uma situação desde há muito conhecida, no nosso Portimonense.Parabéns pela coragem de relatar factos que eu próprio também ja os presenciei.A sua opinião é importante e mais importante ainda é que a questão está levantada.

Bem haja a todos

Anónimo disse...

O blog deveria fazer um levantamento do porquê de tantos problemas com a formação do Portimonense.

Anónimo disse...

Esse levantamento nunca vai ser possivel, ou mesmo que o seja as ratazanas que desde sempre imumdam o nosso Portimonense tudo farão para as verdades não cheguem a quem de direito neste caso que é a Direcção.