segunda-feira, 3 de março de 2008

Programa semanal de treinos

Com vista a preparar o próximo jogo frente ao Gil Vicente, a equipa técnica estabeleceu o seguinte plano de treinos:

3ªfeira - 15h30 - Estádio Municipal - Treino
4ªfeira - 9h30 - Campo 2 Irmãos - Treino; 15h - Alvor ? - Treino
5ªfeira - 15h30 - Estádio Municipal - Treino
6ªfeira - 9h30 - Estombar - Treino; 16h00 - Banhos e Massagens - Estádio Municipal
Sábado - 10h - Estádio Municipal - Treino
Domingo - 16h00 - Jogo Liga Vitalis - 22ª Jornada: Portimonense - Gil Vicente; Estádio Municipal.

1 comentário:

Miguel Costa disse...

Se o tema é formação, não diz respeito apenas ao futebol mas a tudo na vida! E desengane-se aquele que julgue que acaba nas camadas jovens e/ou iniciados. É um acto continuo que percorre toda transversalmente. Mas se estamos a falar de crianças então os cuidados devem (e porque não dizer têm?) que ser redobrados. Nunca esquecer que "os miudos" não têm estrutura psicologica para aguentar com algumas criticas e muitas vezes não só pelo conteudo mas também pela forma como são dirigidas. Neste caso, e acompanhando o caso à distancia, parece-me que o problema reside na equipa de infantis B, treinada por alguem que ficou impedido de praticar futebol por uma lesão e que tem também tenra idade.
Vamos por partes, então. Não pondo em causa a capacidade tecnica dessa pessoa, posso por em causa a formação. Afastar alguns em deterimento de outros quando se fala de formação que deve ser continua e manda-los embora porque "não vão ser convocados" não me parece correcto, para não dizer que demonstra uma enorme falta de pedagogia. Poderei extrapolar que decorre de alguma frustração decorrente da lesão e da incapacidade para praticar o desporto? Se calhar sim, se calhar não...mas fica a ideia. E para educar crianças (sim! desporto é educação) não basta ser correcto, é preciso parece-lo, também. Não é a alimentar frustrações dos petizes que se valoriza a si mesmo, nem que se formam boas pessoas no futuro. É exactamente ao contrário.
Alguém disse que o treinador se vê pelos resultados...ganahr a todo o custo justifica todas as atitudes? Os meios justificam os fins? Aplicar essa filosofia a crianças é válido?
Quanto às caracteristicas fisicas de alguns dos infantis...lembro-me de um Rui Barros, de um Micolli, de um Baggio...todos enormes pequenos jogadores. Há quem opte pela força bruta, e bruto será a vida toda, há quem aposte na inteligencia e no estudo de sobrevalorizar as capacidades inerentes a cada um, e esse será sempre melhor sucedido. Antes de formar jogadores, formem HOMENS! E acompanhem quem os forma, por favor. O caminho pode ser mais dificil mas é sem duvida mais compensador.