segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Crime sem castigo!



A propósito da notícia há pouco avançada em que o Gil Vicente foi punido por tentativa de corrupção deixo ficar este artigo assinado por José Ribeiro na edição online do Jornal "Record".
Sem mais comentários...


Crime sem castigo

A CD da Liga chegou à conclusão que um vice-presidente do Gil Vicente corrompeu (ou tentou) dois jogadores da equipa adversária (Olhanense) para que estes “facilitassem” no jogo da 29.ª Jornada da Liga Vitalis 2007/08. Recordo que os galos, nesse momento, lutavam pela subida. Hoje soube-se da decisão: punir o Gil com derrota (empatou 2-2 em Olhão) e retirar-lhe mais 3 pontos. Uma pena que não altera em nada as contas finais: os de Barcelos ficam exactamente na mesma posição! Enfim, um crime sem castigo. Não me custa acreditar que esta caricata punição resulte daquilo que é ditado pelo articulado disciplinar. E a CD não pode ir além do que está regulamentado. Grande parte dos absurdos disciplinares que acontecem hoje no futebol profissional português nascem precisamente da forma rasteira como os regulamentos foram redigidos: não para punir a sério, antes para parecer que. Mas, afinal de contas, os clubes aprovaram todos os alçapões legais estrategicamente colocados no texto. Há que pensar no dia de amanhã... Em várias ocasiões, quem ajudou a criar este monstro, entra-nos casa dentro, pela TV, com explicações aparentemente sem sentido, elaboradas, muitas vezes, com a finalidade de confundir em vez de clarificar. Os incautos não questionam; os fundamentalistas aplaudem. E uns dias depois o assunto cai no esquecimento. Sobretudo se não colidir com interesses de FC. Porto, Sporting ou Benfica (pela ordem classificativa, para não ferir susceptibilidades). É por tudo isto que não acredito numa expressão que ouço (e leio) a muitos colegas de profissão: o futebol português bateu no fundo. Olhem que não. O futebol português é um poço de surpresas sem fundo, logo nunca vai lá bater.

Autor: JOSÉ RIBEIRO



A Comissão Disciplinar (CD) da Liga de Clubes castigou o Gil Vicente por ter oferecido incentivos a jogadores do Olhanense para vencer um jogo com a equipa algarvia.
O caso remonta à 29.ª jornada da época 2007/08, quando o vice-presidente Afonso Ferreira terá oferecido cinco mil euros a Guga e a Marco Couto para a vitória do clube de Barcelos.
O castigo para o clube foi a subtracção de 3 pontos - nas contas do campeonato da época passada -, a derrota na partida com o Olhanense e o pagamento de 17.500 euros. Já Afonso Ferreira foi suspenso por dois anos e multado em 5 mil euros.

in Jornal Record



O Futebol Português está cada vez mais imundo!
Tentativa de aliciamento, corrupção, coacção... só muda o nome porque a merda é toda a mesma!
Marselha e Juventes não servem de exemplos para um país cada vez mais atolado em merda...

4 comentários:

Simõesonov disse...

De facto este Fiúza não aprende. Hoje já o ouvia no "bola branca" a dizer que é um escândalo, que teriam de provar as acusações, etc... enfim... o costume.
Curiosamente (ou não) os clubes envolvidos nestas jogadas de bastidores encontram-se todos num raio de 50 kms.

Anónimo disse...

Ontem, de facto, também ouvi na "bola branca" as "argumentações" do sr. Fíuza sobre este escândalo. Penso que, quando situações destas ocorrem, o clube prevaricador devia ser condenado à descida de divisão sem direito a recurso.
Já agora, á uns tempos atrás, falaram de que o Gondomar e o Vizela poderiam descer de divisão por estarem envolvidos num caso de corrupção. O que é que aconteceu? Foram condenados a penas leves ou não chegaram a ser penalizados?

Anónimo disse...

entao? ja voltaram a censurar os comentario?

Simõesonov disse...

Anónimo das 09.56

Aí está uma grande embrulhada. Esse caso do Vizela e do Gondomar vai dar que falar esta época.

Segundo li ontem na Bola (última página), os campeonatos irão começar normalmente com esses clubes. Se houver decisão de despromoção desses clubes, a meio da temporada (muito provável que aconteça) todas as contas terão que ser revistas e dois novos clubes integrados no campeonato.
Depois haverá problemas com os contratos dos jogadores...
Enfim...antevê-se o caos.
Nada melhor que recuperarem "A BOLA" de ontem para ficarem a par de tudo.
Cumps